tn_Veônica e JuliaAutoras do livro “De um ponto eu traço o conto”
falam sobre experiência de bullying

As autoras petropolitanas Verônica de Mello e Júlia Travassos vão participar da II Feira Literária de Valença, cidade localizada no Sul do Estado do Rio de Janeiro, que acontece entre os dias 08 e 12 de outubro. O convite da organização do evento foi motivado pela composição do livro de contos infantis “De um ponto eu traço o conto”, lançado por mãe e filha, em março deste ano.

O livro foi inspirado por uma superação desenvolvida por Julia, após sofrer experiência de bullying na escola, quando ainda tinha 10 anos de idade. Um de seus companheiros insistia em fazer piadas maldosas contra a colega, o que gerou um comportamento depressivo na estudante, hoje com 11 anos.

- Ela deixou de brincar, se negava a ir à escola. Ficou por uma semana sem estudar. Nós não sabíamos o que fazer para ajudá-la, já que ela nem contava o que tinha acontecido. – Conta Verônica de Mello, mãe de Julia.

Foi quando a mãe de Julia, que é poetisa, sugeriu que a filha escrevesse sobre o que à afligia. Julia compôs o conto “A menina que se achava a mais feia do mundo”, e a partir dali, conseguiu superar o trauma.

- No momento que eu escrevi eu consegui ver que não precisava dar importância ao que meu colega dizia. Vi que sou uma menina cheia de talentos e posso me orgulhar de quem sou. Afirma Júlia Travassos.

O conto da filha inspirou Verônica à lançar outros textos que valorizassem a autoestima das crianças e suas relações de amizade e respeito. Temas que vão ser trabalhados por elas na Feira Literária de Valença. As autoras foram convidadas a realizar palestras e oficinas, além de contarem como chegaram ao lançamento do livro “De um ponto eu traço o conto”. Um bate-papo está marcado para às 16h de sexta-feira (10) e uma oficina para às 09h de domingo (12), dias das crianças. De sexta-feira à domingo, as autoras ficam à disposição do público, no estande de exposição do livro.

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação