tn_Câmara de Petrópolis é apontada como referência em organizaçãoCom mais de 30 mil documentos, o setor de arquivo da Câmara de Vereadores de Petrópolis está sendo reestruturado para facilitar a consulta pública ao seu acervo. O espaço guarda peças históricas como a ata de instalação da sessão extraordinária, que data de 1916, além de projetos de leis, resoluções e outros documentos pertinentes ao trabalho dos vereadores. A reorganização começou há dois anos e vem contribuindo para a rápida localização dos documentos e agilizando a consulta pública, bem como as respostas a pedidos de informações de entidades e instituições. O espaço ganhou mais prateleiras, computadores e hoje tem cinco funcionários e dois estagiários trabalhando na separação e organização dos documentos. Esta semana, o acervo, apontado como referência pelo Ministério Público Estadual de Macaé, recebeu servidores do legislativo daquela cidade por indicação do MPE.
“O setor de arquivo guarda a memória desta casa. O legislativo produz documentos importantes que precisam ser preservados de forma adequada para evitar a desintegração do papel, que é vulnerável a fungos e bactérias, por exemplo. Por isso ele precisa ser bem cuidado. A reorganização permitiu que documentos históricos fossem localizados e conservados, entre eles as primeiras atas, que hoje compõem o acervo da exposição ‘Legislando no Paraíso’”, explica o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB). A exposição citada pelo presidente faz parte das comemorações pelos 155 anos do legislativo e 120 anos de aquisição do Palácio Amarelo.
Paulo Igor lembra que o primeiro passo para a reorganização do acervo foi dado em 2010, pelo então presidente da casa e vereador, hoje deputado estadual, Bernardo Rossi (PMDB), que incluiu o cargo de arquivista no concurso público do legislativo.
“A vinda de um arquivista permitiu que a documentação começasse a ser guardada com critérios, obedecendo à sistemática técnica de arquivamento. Isso vem permitindo, além da conservação adequada, que os documentos estejam organizados e que hoje tenhamos mais produtividade e controle deste material. Isso auxilia a localização dos documentos, o que é fundamental em nosso dia a dia. Hoje temos o orgulho de saber que o nosso arquivo virou referência em toda região. Esta semana, a Câmara de Macaé nos visitou para conhecer a estrutura organizacional do nosso arquivo”, conta a diretora administrativa da Câmara, Denise Quintella.
A vista aconteceu na quinta-feira (25) depois que promotores do Ministério Público de Macaé apontaram o arquivo da Câmara de Petrópolis como referência em organização e localização de documentos.
No arquivo, a organização é feita de acordo com a classificação de assuntos referentes a cada setor da casa, como administrativo, jurídico, recursos humanos, contas e legislativo. Este último, composto por projetos de lei, emendas, vetos, indicações, resoluções, bem como outros documentos produzidos pelos vereadores.
O chefe do setor de arquivo, Nilson Carlos Wayand destaca que o apoio do atual presidente vem sendo fundamental para a reorganização do espaço. “Paulo Igor entendeu a importância deste setor e vem dando o suporte necessário para que o arquivo seja reorganizado. Ele sabe que além de preservar a memória do legislativo, esta documentação é fundamental no dia a dia, para auxiliar setores administrativo, jurídico, assim como os próprios parlamentares, que com freqüência buscam informações aqui”, pontua Nilson Wayand, lembrando que a parte organizacional tem a orientação técnica do arquivista Ricardo N. Bezerra.
“Depois de conhecer o arquivo, produzi um dossiê apontando as necessidades para organizar melhor este espaço. O cerne do nosso trabalho foi a identificação de documentos. Hoje já fechamos, por exemplo, a organização de projetos de lei elaborados no período de 10 anos – entre 2003 e 2012”, explica Ricardo.
“Saber que nosso setor de arquivo foi apontado como uma referência para outras casas legislativas mostra que o trabalho dos nossos servidores é eficiente. A visita da equipe da Câmara de Macaé foi um reconhecimento ao empenho de cada um dos funcionários que mantêm este espaço em ordem e fazem um importante trabalho para a preservação deste material”, afirma o presidente da Câmara de Vereadores de Petrópolis, Paulo Igor.
Assessoria Paulo Igor