67982_mcti_5945069173919203621

Interessados de todo o Brasil podem se inscrever de 15 a 17 de outubro. A organização da Olimpíada conta com a participação da UFSCar.

 

Estudantes do Ensino Fundamental II, Médio, Técnico e Superior, além de interessados que não estejam cursando nenhum destes níveis, podem se inscrever para o Desafio da Olimpíada Brasileira de Satélites do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). O evento ocorrerá na 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), de 17 a 23 de outubro.

A organização da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites do MCT

67982_obsat_3_8108041557324908912

I conta com a participação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) por meio da coordenação do Prof. Dr. Rafael Vidal Aroca*. O projeto se dá em parceria ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), à Agência Espacial Brasileira (AEB) e à Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP).

O Desafio - Podem se inscrever equipes de 2 a 4 pessoas e mais um orientador (responsável legal), que deve ter mais de 18 anos. O desafio conta com palestras e minicursos e, ao final, os participantes deverão enviar seus projetos na forma de vídeos e documentos, os quais que serão avaliados por uma comissão de especialistas. Os melhores projetos poderão ser premiados. Confira a programação aquihttps://obsat.org.br/snct2020/.

Para a Reitora da UFSCar, Profª. Drª. Wanda Hoffmann, atuar na linha de frente da organização desta Olimpíada é uma oportunidade ímpar. “Formar pessoas por meio do conhecimento e transformar realidades por meio da Ciência é o que nos move”, explica a Reitora. “É uma honra, para a UFSCar, atuar na 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites do MCTI, com enorme potencial de transformar o futuro de crianças, jovens e adultos por todo País”, conclui Wanda Hoffmann.

Satélites no nosso dia a dia - São utilizados para comunicações, monitoramento ambiental, segurança de fronteira, serviços de localização e até em jogos. Na Olimpíada, o objetivo é aproximar estas tecnologias de estudantes de todas as idades.

“A área de Satélites é cativante. Queremos motivar os estudantes e capacitá-los para que possam criar, projetar e participar da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites – isso tudo em equipe e se desafiando a cada dia”, afirma o Prof. Dr. Rafael Vidal Aroca, Coordenador da Olimpíada na UFSCar.

Inscrições - O prazo para inscrição é de 15 a 17 de outubro, pela internet. Interessados de todo Brasil podem participar.

 

 

67982_obsat_2_753827297582922862

São 3 categorias:

1. Satélites e Inteligência Artificial
2. Arte espacial
3. Aplicações de satélites

Informações:
-> Edital e inscrições - https://obsat.org.br/snct2020/
-> Facebook da 1ª Olimpíada de Satélites MCTI - https://www.facebook.com/obsatoficial
-> Site da 1ª Olimpíada de Satélites MCTI - https://www.obsat.org.br/

Rafael Vidal Aroca é Professor do Departamento de Computação (DC) da UFSCar, Diretor da Agência de Inovação da Universidade e Coordenador da 1ª Olimpíada Brasileira de Satélites MCTI.

 

 

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação