tn_Foto1

Foram retidos mais de 900 mil maços com irregularidades fiscais em ações com a PRF

 

Em três ações realizadas nos últimos dias, a Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (Sefaz-RJ) bateu um novo recorde na apreensão de cigarros. Foram retidos 922.500 maços do produto em carregamentos que apresentavam irregularidades fiscais. Todas as apreensões aconteceram na Rodovia BR-101, foram realizadas em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e tiveram o apoio da Operação Barreira Fiscal, da Secretaria de Estado da Casa Civil.

Na última terça-feira, 15/09, 470 mil maços foram retidos na altura de Rio Bonito da rodovia. A carga iria para o Piauí, mas foi constatado que o destinatário informado na nota fiscal não existia, em um trabalho que contou com o apoio do Fisco daquele estado. Um caso semelhante aconteceu na quarta-feira, 16/09, com a apreensão, na altura de Campos dos Goytacazes da BR-101, de 302.500 maços destinados a um suposto destinatário no Ceará.

Também no dia 16, na altura de Itaboraí, foram apreendidos 150 mil maços que tinham como destino a cidade de Macaé. Desta vez, os Auditores Fiscais da Receita Estadual identificaram que a empresa que receberia o produto, de acordo com a nota apresentada, não tinha capacidade para estocar toda aquela carga, o que caracterizou uma operação simulada. Ao todo, as três apreensões geraram um total de R$ 4,6 milhões em autos de infração emitidos pela Receita Estadual.

“Estamos atentos e fechando o cerco contra as fraudes ligadas ao setor de cigarros, que são recorrentes”, afirmou Rodrigo Aguieiras, superintendente de Fiscalização da Sefaz-RJ.

 

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação