tn_Equipe oncologia

 

Mudanças foram realizadas em todo o atendimento do hospital para auxiliar pacientes e suas famílias a continuarem tratando o câncer de forma segura.

 

Com a chegada do novo Coronavírus, os pacientes oncológicos entraram para a lista do grupo de risco. A imunodeficiência característica dos acometidos por câncer, devido a tratamentos de quimioterapia, radioterapia e uso de corticoides, os tornam mais suscetíveis a desenvolver a forma mais grave da doença. Por conta disso, o Centro de Oncologia e Terapia Infunsional do Hospital Unimed Petrópolis reforçou os protocolos de segurança para assegurar a proteção de todos os pacientes que necessitarem de atendimentos oncológicos.

 

Atualmente, o Centro de Oncologia e Terapia Infunsional do Hospital Unimed Petrópolis conta com 136 pacientes em tratamento e mantém regularmente a realização das cirurgias oncológicas. O presidente da Unimed Petrópolis, Rafael Gomes de Castro explica como estão ocorrendo os tratamentos na unidade.

 

“Àqueles que estão realizando o tratamento via oral, estabelecemos um fluxo de orientação e entrega de medicamentos. Assim, o paciente, ou familiar cadastrado poderá retirar a medicação mediante a prescrição e indicação do médico oncologista. Cada medicação é cuidadosamente separada conforme a prescrição médica e a farmacêutica do hospital entrega os medicamentos e orienta quanto a sua estabilidade, armazenamento, reações e cuidados.”, disse Rafael Gomes de Castro.

 

A coordenadora de enfermagem do Centro de Oncologia e Terapia Infusional do Hospital Unimed Petrópolis, Andrea Rittmeyer Ferreira destaca que os demais pacientes, com medicação infusional, intramuscular, subcutânea e vesical permaneceram com seus tratamentos ocorrendo normalmente em dias agendados.

 

“Tivemos o cuidado em relação a aglomeração e decidimos não deixar os acompanhantes na sala de infusão, medida esta que foi aceita com muito respeito por todos os pacientes em tratamento em nosso serviço.” completa a coordenadora de enfermagem do Centro de Oncologia e Terapia Infusional do Hospital Unimed Petrópolis, Andrea Rittmeyer Ferreira.

 

Acolhimento aos pacientes é reforçado durante o período de pandemia

 

Receber o diagnóstico de câncer é uma notícia que mexe com a vida de qualquer pessoa e cada paciente pode reagir de uma forma diferente. A pandemia agravou essas preocupações e por conta disso, o Hospital Unimed também reforçou as ações e protocolos de acolhimento aos pacientes com uma equipe multidisciplinar. A paciente, Patrícia Gavazzi Gama, de 45 anos, recebeu esse acolhimento especial durante seis meses, período em que tratou um câncer de mama.

 

“Receber a notícia é desesperador, fiquei depressiva por um tempo. Mas ao longo do tempo recuperei a minha saúde física e psicológica. O acolhimento das equipes da Oncologia foi fundamental”, relata.

 

A chegada do novo Coronavírus também foi preocupante para ela que, com receio, pensou em interromper o tratamento, mas o auxílio da equipe do Hospital Unimed Petrópolis e toda a segurança oferecida foram fundamentais durante todos esses meses para que ela vencesse esse desafio.

 

“Primeiramente eu quero agradecer a Deus por mais essa vitória, pela minha família e pela Dra. Daniela e por essa equipe maravilhosa. Gostaria de dizer pra vocês que vocês são essenciais no nosso tratamento e é muito bom o trabalho que vocês fazem. Muito obrigada!” disse ela muito emocionada ao tocar o Sino da Felicidade instalado no Centro de Oncologia e Terapia Infusional em comemoração ao término de seu tratamento.​​​​

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação