tn_Prefeito Bernardo Rossi acompanha início da reforma da União e Indústria

Primeiras intervenções são no sistema de drenagem na pista na Av. Barão do Rio Branco, próximo ao Sesi


Todo trecho até Pedro do Rio, com quase 25 km de extensão, vai ganhar novo asfalto durante a obra de responsabilidade do Dnit

 

Depois de mais de 10 anos de espera, começou nesta terça-feira (16.06) a reforma de uma das principais vias de Petrópolis. A obra na Estrada União e Indústria, de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), teve início com intervenções no sistema de drenagem próximo ao Sesi. O prefeito Bernardo Rossi esteve no local e acompanhou o trabalho. Todo trecho desde Av. Barão do Rio Branco – encontro com a Rua 13 de Maio – até Pedro do Rio, com 24,3 km de extensão, receberá revitalização, com substituição de asfalto, melhorias de drenagem, obras de contenção e outros serviços.

 

No trecho onde o serviço começou, 15 homens trabalharam para fazer o redimensionamento do escoamento de águas pluviais. Manilhas de 600 milímetros estão sendo instaladas. Outros pontos ao longo da Barão também passarão pelo mesmo procedimento e, após as intervenções de drenagem, será colocada a nova camada de asfalto. As intervenções no sistema de drenagem vão ajudar a manter a conservação da estrada por mais tempo.

 

“Desde o início do nosso governo, essa foi uma luta nossa em Brasília, tentando mostrar a importância dessa obra e pressionando o governo federal a autorizar a reforma da União e Indústria. E estamos muito felizes de ver todo trabalho de articulação feito nos últimos anos se concretizando. A União e Indústria é a principal ligação entre o Centro e os distritos, era utilizada por 100 mil pessoas por dia antes do período da pandemia, ou seja, é uma obra que tem um impacto positivo enorme para toda cidade”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

 

No fim de maio, a empresa executora do serviço, Santa Luzia Engenharia, detalhou a obra para a prefeitura. Os dois primeiros trechos da obra somam seis quilômetros de extensão entre a Barão do Rio Branco e o Roseiral. Em trecho já nos distritos, estão previstas 10 obras de contenção, que podem ser feitas simultaneamente à pavimentação no trecho mais próximo ao Centro. Também estão previstos outros pontos ao longo do trabalho, como intervenções em calçadas, baias de ônibus, sinalização, entre outros.

 

A prefeitura tem projetos para melhorar a mobilidade urbana e o trânsito na entrada do Carangola, Correas, Bonsucesso e Itaipava e busca alinhar junto ao Dnit para poder executar essas intervenções junto ao cronograma da reforma. No primeiro dia do trabalho, o trânsito na região ficou em meia pista e aconteceu em esquema de pare/siga em alguns momentos – agente da CPTrans fizeram orientação do trânsito.

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Petrópolis