ProconRJAs vendas pela internet cresceram 100% na pandemia, segundo pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico

 

Neste ano, em função do cenário da pandemia e da necessidade do isolamento social para combater a Covid-19, a comercialização de produtos – em especial no Dia das Mães – deve se concentrar no meio virtual. Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – Abcomm já apontou crescimento de 100% nas transações online. Tendo esse cenário em vista, o Procon/Petrópolis-RJ faz um alerta para que os consumidores fiquem atentos aos prazos de entrega e cobrem informações dos produtos antes de fechar a compra.

O primeiro ponto que o consumidor deve ficar atento são as condições da compra. Atento ao produto que está comprando, a forma de pagamento e a entrega. Os Correios, por exemplo, têm apresentado atraso nas entregas de encomendas na cidade, especialmente as que utilizam serviços como o PAC. A empresa estatal inclusive já foi autuada pelo Procon municipal e intimada a regularizar o atendimento. “Observar o prazo de entrega é fundamental. O vendedor precisa explicar na venda qual o meio que será entregue ao consumidor. Se será transporte próprio, motoboy ou via Correios”, ressalta a coordenadora do Procon/Petrópolis-RJ, Raquel Motta.

Com o fechamento do comércio não essencial, em função dos decretos municipais e estaduais, que tem a contenção do avanço da Covid-19 e a proteção da população como objetivo, a maior parte dos comerciantes da cidade tem se adaptado às vendas pelas redes sociais. “A empresa que já está habituada a vender pela internet está familiarizada com as normas desse tipo de comércio. Já as que começaram a vender por redes sociais e sites precisam estar atentas pois a regra é válida para eles também. E ao consumidor, é necessário estar atento aos seus direitos. Ele tem, por exemplo, direito a trocar o produto no prazo de sete dias, caso desista da compra, como prevê o artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor”, destaca a coordenadora do Procon Municipal.

Se na compra presencial o consumidor pode avaliar o produto antes de levar, na compra virtual toda informação é fundamental antes de fechar negócio. “o consumidor deve pedir ao vendedor todas as informações. Perguntar sobre o tipo de material, sobre a garantia, sobre a política de trocas da empresa, como será a entrega, se a entrega será cobrada. Se for uma empresa da cidade e a entrega feita via motoboy, por exemplo, se ela poderá pagar no dinheiro ou no cartão, perguntar se a máquina de cartão será levada. Combinar hora e local da entrega. Além disso, sempre vale se informar sobre a procedência da empresa. Ser for por site, verificar se o site é seguro. Se tem reclamações contra essa empresa, nos comentários, por exemplo”, ressalta Raquel.

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Petrópolis