tn_Prefeito Bernardo Rossi realiza vistoria na remessa de testes rápidos enviados pela Secretaria Estadual de SaúdeMaterial foi enviado na última semana


Testes vão priorizar profissionais da saúde, segurança e pessoas acima dos 60 anos de idade


O prefeito Bernardo Rossi foi conferir de perto, na tarde desta terça-feira (05/05), as 1.200 unidades de testes rápidos recebidos da Secretaria Estadual de Saúde, na última semana. O material vai ajudar nas novas notificações e estudos de casos na cidade, além de acelerar o processo de detecção da doença em Petrópolis. Segundo a Secretaria de Saúde, os testes serão realizados seguindo o protocolo do Estado e obedecerá a prioridades com o objetivo de dar celeridade no tratamento de categorias específicas.

 

De acordo com a Nota Técnica Conjunta nº 01/2020, a realização do teste rápido é exclusiva para indivíduos com quadro respiratório agudo, caracterizado por febre e acompanhado por tosse, dores de garganta e dificuldade respiratória. Ainda segundo o documento, o teste só deverá ser feito em pessoas que apresentem tais sintomas há, pelo menos, oito dias. Inicialmente, a testagem será realizada em profissionais da saúde e de segurança pública que estejam em atividade e pessoas com diagnóstico de síndrome gripal que resida no mesmo domicílio de um profissional de saúde ou segurança. Pessoas com mais de 60 anos também foram citadas no documento para a realização dos testes. Vale lembrar que, no caso destes profissionais, o teste exige realização após 72 horas sem sintomas da doença.

 

Segundo o Departamento de Vigilância Epidemiológica, todos os testes serão realizados no Centro de Saúde, de segunda a sexta-feira, de 08h às 16h. Os 1.200 testes recebidos pelo Estado se somam aos 4 mil que a prefeitura já havia adquirido no mês de abril.

 

“Ficamos mais capazes de dar agilidade a todo processo de exames. Recebemos este lote único por parte do Estado e ainda vamos receber mais 3.500 que compramos no último mês. Com os novos testes poderemos ter a tendência de um crescimento nos gráficos e boletins, mas é a única forma de termos um diagnóstico sobre a doença”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.

 

Na opinião da secretária de Saúde, Fabíola Heck, o aumento nos índices diários informados pela prefeitura pode ocorrer ainda por outro motivo. “Passamos diariamente pelas ruas da cidade e parece que as pessoas ainda não compreendem a gravidade da situação. Existe muita gente no Centro da cidade passeando e se aglomerando, sem máscaras. Precisamos continuar alertando a população e pedindo para que todos tentem, ao máximo, fazer um isolamento social. Essa ainda é a nossa única arma na prevenção da COVID-19”, disse.

 
Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Petrópolis