tn_Prefeito sanciona lei que prioriza atendimento às pessoas com fibromialgia


O prefeito Bernardo Rossi sancionou na manhã de hoje (18.02) a lei municipal que determina o atendimento prioritário para as pessoas que sofrem de fibromialgia em órgãos públicos municipais, empresas públicas e privadas, concessionárias de serviços públicos e estacionamentos do município. A prioridade se dará inclusive no atendimento médico da rede SUS.

 

O ato de assinatura da lei, de autoria dos vereadores Silmar Fortes e Leandro Azevedo, foi acompanhada por representantes petropolitanos da Associação Nacional de Fibromiálticos e Doenças Correlacionadas.

 

No encontro, o prefeito Bernardo Rossi aproveitou para anunciar a formação de uma linha de cuidados da Secretaria de Saúde com a finalidade de oferecer atendimento direcionado aos pacientes que sofrem com a síndrome.

 

“É com muito orgulho que sanciono esta lei e agora temos que acompanhar para que ela seja cumprida, para que as coisas aconteçam. Hoje é o primeiro de muitos passos que ainda serão conquistados por estes pacientes”, disse Bernardo Rossi.

 

Andrea Marques, representante da Associação Nacional de Fibromiálticos e Doenças Correlacionadas, comemorou: “Com essa lei, a gente passa a existir, sai do anonimato. Hoje o prefeito Bernardo Rossi está dizendo com essa assinatura que existem pessoas com fibromialgia no nosso município”, falou.

 

A secretária de Saúde apresentou o fluxo de atendimento de profissionais na rede que prestam atendimento aos pacientes com fibromialgia. A rede SUS conta com as especialidades em reumatologia, psicologia, fisioterapia, neurologia, nutricionista, fisiatria, além de acupuntura e práticas integrativas. “A rede já conta com todos estes profissionais, estamos agora reorganizando a linha de cuidados específica para estes pacientes”, ressaltou.

 

Estiveram presentes no encontro o vereador Silmar Fortes, o vice-prefeito Baninho, e a coordenadora do Gabinete da Cidadania, Ana Maria Rattes.

O que é a fibromialgia?


A fibromialgia é uma síndrome que se manifesta por meio de dores em diferentes partes do corpo, principalmente na musculatura. Outros sintomas estão associados a fibromialgia, como a fadiga, sono não reparador, alterações de memória, atenção, ansiedade, depressão entre outros, de acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia. Uma característica da pessoa com fibromialgia é a grande sensibilidade ao toque e à compressão da musculatura.

 

A fibromialgia acomete mais as mulheres na faixa etária de 30 a 55 anos, mas existem alguns casos em pessoas mais velhas, crianças e também adolescentes. Calcula que, no Brasil, a doença afete cerca de 3% da população.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Petrópolis