tn_Operação Wasabi - Divulgação Sefaz-RJ 2 

Auditores identificam irregularidades e orientam empresas participantes do festival 

 

A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (Sefaz-RJ) deu início, na última terça-feira (14/01), à primeira ação de promoção da educação fiscal e de combate à sonegação em um evento no ano de 2020. A Operação Wasabi fiscalizou o cumprimento das obrigações tributárias das empresas que participarem do Rio Matsuri, festival de cultura japonesa que acontecerá a partir de amanhã (17/01) no Riocentro.

O trabalho dos Auditores Fiscais da Receita Estadual começou antes mesmo do início do evento para que pudessem ser abordados os veículos de carga para a conferência da documentação fiscal. Também foram verificadas as autorizações de funcionamento provisório e se os expositores estavam seguindo a estrutura apresentada no momento em que a autorização foi pedida. Um dos itens avaliados é o número de pontos de venda no evento. O trabalho foi comandado pela Auditoria Fiscal Especializada (AFE) 14 – Barreiras Fiscais.

“O Rio Matsuri é o primeiro evento de grande porte realizado no Rio este ano. Com essa ação, a Receita Estadual renova o compromisso de acompanhar o cumprimento das obrigações fiscais e orientar os contribuintes que integram o setor de eventos”, disse Rodrigo Aguieiras, superintendente de fiscalização da Sefaz-RJ.

 

Ascom: Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro