Futsal FemininoJSFC foi a equipe campeã ao vencer a Comac na final por 3 a 0

Equilíbrio e muita emoção marcaram os jogos da III Copa Imperial de futsal feminino. Realizada no último domingo (15.12) no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, no Caxambu, a competição contou com a participação de sete equipes que disputaram 11 partidas e marcaram, ao todo, 27 gols. Na decisão, o Jardim Salvador FC (JSFC) venceu a Comac por 3 a 0 e conquistou o título.

 

A artilharia da competição ficou com a atleta Francislaine Souza, do Coronel Veiga, que marcou 5 gols. A goleira menos vazada foi Lidiane Carvalho, da equipe campeã. Segundo Leandro Kronemberger, superintendente de Esportes e Lazer, o balanço da III Copa Imperial de futsal feminino é positivo. Cerca de 80 atletas participaram do evento.

 

“Estamos acompanhando o desenvolvimento das equipes e o surgimento de novas jogadoras. Esse incentivo é importante e exige que os times se preparem para a competição, ou seja, eles mantêm uma rotina de treinos e de preparação”, disse Leandro.

 

As meninas do JSFC jogam juntas há cerca de dois anos e nesse tempo venceram quatro campeonatos. Elas se orgulham de nunca terem perdido nenhum jogo. “Somos muito entrosadas. Desde que começamos a jogar juntas, estamos invictas. Apesar do placar, a final foi bastante disputada, a Comac tem uma grande equipe”, disse Débora Amaral, que é capitã e treinadora da equipe.

 

“Torneios assim incentivam as meninas a estarem treinando, jogando, se aprimorando ainda mais. Todas estão lutando por mais espaço e a III Copa Imperial de futsal feminino foi importante neste sentido”, completa Débora.

 

Desde 2017, o governo municipal promoveu outros dois torneios de futsal e um de futebol society para as equipes femininas. Outras competições femininas estão previstas no calendário esportivo municipal em 2020. “O futsal está cada vez mais ganhando destaque no cenário nacional, com mais investimento e incentivo para as mulheres”, destacou o prefeito Bernardo Rossi.

 

A atual gestão também implementou o futebol de campo das meninas nos jogos estudantis de forma inédita em 2017. Desde então, as escolas também estão se mobilizando para incentivar a modalidade. Neste caminho, a prefeitura também quer que os clubes da cidade comecem a montar times femininos.

 

“Vamos continuar ampliando as ações no ano que vem. O Agita Petrópolis, por exemplo, é composto em sua maioria pelo público feminino. Cada vez mais as mulheres estão inseridas no âmbito esportivo e vamos manter esse incentivo em ainda mais modalidades”, completa o superintendente.

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Petrópolis