tn_Divulgação Sefaz-RJ 1

Ação é a 50ª realizada este ano para coibir a sonegação de impostos

 

A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio (Sefaz-RJ) iniciou, nesta segunda-feira (25/11), a Operação Maçarico VII, para fiscalizar contribuintes suspeitos de simular operações para gerar créditos irregulares de ICMS. Essas empresas, chamadas de noteiras, geralmente foram abertas recentemente e emitem ou recebem grandes valores em notas fiscais em um curto espaço de tempo. Com essa operação, a Sefaz-RJ chega a 50 ações realizadas este ano para combater a sonegação de impostos e promover a educação fiscal. Em 2018, por exemplo, nenhuma ação nesse sentido foi realizada e, em 2017, aconteceram apenas duas.

Os Auditores Fiscais da Receita Estadual vão verificar se as empresas realmente existem e se têm uma estrutura compatível com as operações que alegam fazer. Se comprovadas as irregularidades, as empresas serão impedidas preventivamente de operar e, posteriormente, terão a Inscrição Estadual cancelada.

“A operação é resultado do trabalho conjunto entre as superintendências de Fiscalização, de Inteligência Fiscal e de Planejamento Fiscal. A marca de 50 ações realizadas este ano mostra o compromisso desta gestão com o combate à sonegação de impostos e com a melhoria do ambiente de negócios, atacando a concorrência desleal”, afirmou Rodrigo Aguieiras, Superintendente de Fiscalização da Sefaz-RJ.

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação