tn_II Copa Imperial de futsal para surdos (1)

 

Mais de 200 atletas participam da II Copa Imperial de futsal para surdos no próximo sábado (02.11). A competição vai reunir 12 equipes do Estado do Rio de Janeiro e será realizada no Centro Esportivo da Escola Municipal Fábrica do Saber, na Estrada da Saudade, de 9h às 18h. O torneio está sendo organizada pela prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer, em parceria com a Associação Petropolitana de Surdos (APES).

 

 

tn_II Copa Imperial de futsal para surdos (2)

 

Cada jogo será disputado em dois tempos de 12 minutos. Os times serão divididos em quatro grupos, acontecendo o cruzamento das chaves. Após o encerramento da primeira fase, as equipes classificadas jogam os confrontos eliminatórios que começam nas quartas de final e seguem até a decisão. Petrópolis será representada por uma equipe.

 

 

tn_II Copa Imperial de futsal para surdos (3)

“A prática esportiva promove a melhora da qualidade de vida das pessoas com deficiência. O esporte fortalece também a autoestima. Essa é uma orientação do prefeito Bernardo Rossi, oferecer mais esporte para todos”, explica o superintendente de Esportes e Lazer, Leandro Kronemberger, ressaltando que essa será a segunda edição da competição para os surdos.

“Desde o início da nossa gestão, a prefeitura trabalha pelo fomento ao esporte em todo o município. A nossa parceria com a APES mostra que acreditamos no potencial dos atletas, além de sabermos o quanto o esporte pode contribuir na vida dessas pessoas. Estamos investindo para que mais pessoas tenham acesso ao esporte de maneira regular”, frisa o prefeito Bernardo Rossi.

Além desse torneio, outras competições também fazem parte do calendário esportivo do município desde 2017. A prefeitura mantém outras parcerias, como é o caso da Associação Petropolitana dos Deficientes Físicos (APDEF) na bocha adaptada.

“Também foram realizadas uma etapa da Taça Rio de Futsal de Surdos e o Campeonato Municipal de futsal de surdos, de maneira inédita, no ano passado. Apesar de ser pouco divulgado no Brasil, o futsal para surdos está em ascensão em todo o mundo”, explica a coordenadora de esportes para grupos especiais e idosos da Superintendência de Esportes e Lazer, Clévia Sies.

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis