O Procon-RJ possui seis pontos de atendimento no estado do RioA equipe de pesquisa esteve em postos do Rio de Janeiro, Niterói e Nova Iguaçu

 

A equipe de Estudos e Pesquisas do Procon Estadual do Rio de Janeiro, autarquia vinculada a Secretaria de Estado de Desenvolvimento, realizou no mês de setembro um levantamento de preço dos combustíveis. O trabalho foi elaborado por meio de coleta de preços em diversos pontos da cidade do Rio, em Niterói e em Nova Iguaçu. O objetivo foi a comparação dos valores médios dos combustíveis por região no período em que os preços foram coletados.

 

O levantamento de preços foi feito de forma presencial pela equipe em 29 postos, distribuídos por zonas geográficas distintas da região metropolitana do Rio de Janeiro. Os postos foram visitados duas vezes pela equipe no mês de setembro. O primeiro levantamento de preços foi efetuado nos dias 17 e 18 e o segundo nos dias 23 e 24. Na cidade do Rio, os agentes estiveram no Centro, na Zona Sul (Botafogo e Laranjeiras), Zona Norte (Tijuca) e Zona Oeste (Barra da Tijuca). Em Nova Iguaçu eles estiveram no Centro, Bairro da Prata, Bairro da Luz, Ambaí e Califórnia, enquanto em Niterói eles pesquisaram em Icaraí. Foram coletados preços de 17 tipos de combustíveis, dos quais apenas um deles – o diesel marina – não foi encontrado em nenhum dos postos pesquisados.

 

A equipe do Procon identificou aumentos entre os dois levantamentos realizados em setembro. A gasolina original, por exemplo, apresentou um aumento de 4% na Tijuca, enquanto a gasolina comum aumentou 2% na Tijuca e em Icaraí, Niterói. O etanol comum também teve um aumento de 2% na Tijuca e o diesel S-10 aumentou 5% na Barra da Tijuca entre os dois levantamentos. Em Nova Iguaçu houve um aumento de 3% no diesel comum. Já em Niterói a gasolina aditivada aumentou 1%.

 

Entre as regiões em que os preços foram coletados, nos dias 17 e 18, o maior valor médio do etanol comum foi no Centro (R$ 4,499) e o menor valor médio foi em Nova Iguaçu (R$ 3,444). Já a gasolina comum teve o maior valor médio no Centro do Rio (R$ 5,199) e o menor em Nova Iguaçu (R$ 4,477). A gasolina original apresentou maior valor médio nos bairros pesquisados da Zona Sul (R$ 5,199) e o menor valor no Centro do Rio (R$ 4,799).

 

Na coleta de preços realizada nos dias 23 e 24, a maior média de valor do etanol comum foi encontrada no Centro do Rio (R$ 4,499) e a menor em Nova Iguaçu (R$ 3,444). A gasolina comum foi outro combustível que teve maior média de preços no Centro do Rio (R$ 5,199) e a menor média em Nova Iguaçu (R$ 4,599). Já a gasolina original apresentou o maior valor médio na Zona Sul (R$ 5,199) e o menor valor no Centro do Rio e em Nova Iguaçu (R$ 4,899).

 

O Procon Estadual destaca que nem todos os produtos foram encontrados em todos os postos verificados. Este levantamento é um retrato da ocasião em que ele foi realizado e não há garantia de que o preço praticado nas datas do levantamento ainda sejam os mesmos oferecidos atualmente ao consumidor por estes estabelecimentos.

 

Os relatórios completos da pesquisa de preços podem ser acessados pelos links abaixo:

 

Dias 17 e 18 de setembro.

Dias 23 e 24 de setembro.

 

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação