tn_Semana Nacional do Trânsito é aberta com ação de conscientização em ruas do Centro

 

            Foi iniciado nesta quarta-feira (18.09) a Semana Nacional de Trânsito com uma ação de conscientização para motoristas e motociclistas no entorno da Praça D. Pedro. A atividade é a primeira de uma ampla programação que culmina na próxima quarta, dia 25, com a apresentação do Anuário Estatístico de Acidentes de Trânsito, às 13h30, na Casa da Educação. Lá, os dados relativos aos números referentes a 2018 serão apresentados. O foco da ação, em Petrópolis, são os pilotos de motos devido à taxa de acidentes envolvendo esse público.

E é justamente por isso que nesta quinta (19) e sexta-feira (20) a equipe da CPTrans fará uma ação de conscientização aos motofretistas. O objetivo é levar informações, verificar a utilização dos equipamentos de segurança e levar o conhecimento sobre a importância da pilotagem segura. Nos dois dias, as panfletagens ocorrem no entorno da Praça D. Pedro. Já na próxima terça-feira (24) ocorre o evento Parada Positiva, também no entorno da Praça D. Pedro.

“Esse é um evento que ocorre em parceria com a Motomundi, também busca a conscientização e verificação da situação das motos. Após parar, o motociclista faz um cadastro e o seu veículo passa por um checklist, onde são verificados possíveis problemas. Eles também fazem uma espécie de teste onde verificam os pontos cegos de um carro em relação às motocicletas”, explica o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

Dados do anuário

O dado do Anuário Estatístico de Acidentes de Trânsito consolida os números relativos aos acidentes de trânsito que ocorrem ao longo dos 12 meses de 2018 e reúne informações do Corpo de Bombeiros, PMERJ e Secretaria Municipal de Saúde. O anuário apresenta redução no número de vítimas fatais comparado ao ano anterior: enquanto em 2017 foram registrados 42 óbitos em Petrópolis, em 2018 esse número caiu 38,1%, totalizando 26 mortes.

De acordo com o documento, das 26 mortes registradas em 2018, 19 ocorreram no local do acidente e sete a caminho da unidade de saúde ou durante o tratamento hospitalar. Em território sob jurisdição municipal foram 14 óbitos enquanto em áreas como a BR-040, BR-495, RJ-117, RJ-123, RJ-107 e RJ-134 foram 12 mortes registradas. Um número que chama a atenção é o de vítimas de acidentes com motociclistas: 13, ou seja, 50% das mortes foram de acidentes envolvendo motos – número alto, considerando que até 2018 a frota de motocicletas representava 17% do total de veículos da cidade, daí a programação com esse público.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis