tn_Felipe Sales(4)
Em 24 a 25 de setembro, Cia R.A.L.E. oferece oficinas de técnicas corporais, gratuitamente, para maiores de 14 anos

 

O Palco Giratório, maior iniciativa de circulação de espetáculos do Brasil, volta no mês de setembro ao Sesc Nova Iguaçu. No dia 20 de setembro, às 19h, a unidade recebe o espetáculo de dança Cria, que abrange o passinho do funk, a dancinha e a dança teatro, investiga os entrelaçamentos entre os significados da noção de criação. Criar um espetáculo, criar uma técnica nova como o passinho (que pode ser considerado o primeiro estilo brasileiro de dança urbana), criar filhos. A criação de todos nós, que viemos do ato sexual, tão próximo da dança. A dança da favela, das vidas na corda bamba – tão arriscadas que cada instante é valorizado. O desejo insiste e cria a dança que está na vanguarda do mundo.

 

No dia seguinte, às 19h, é a vez da apresentação de R.A.L.E. (Realidade Apropriada Libera Evidência). O espetáculo, gratuito, trata de um corpo aprisionado por um sentido político que desfavorece um terço da imensa população brasileira. Não é a questão de permanecer e pertencer àquele lugar, e sim de ser tratado como apenas um mero corpo. Um corpo construído como um dispêndio de energia muscular, em meio a ruas, avenidas, becos, vielas, subidas, descidas, em uma cidade desigual. Ambientes em que um dos maiores desafios do ser humano é sustentar-se perante o seu próprio corpo.

 

Oficina de dança. Técnicas corporais para exercícios técnicos de movimento. Ao longo de alguns anos de pesquisa e prática de algumas danças de rua norte-americanas, percebeu-se que essas técnicas e estilos são como uma teia, partindo todas de um único ponto semelhante, que são as danças sociais norte-americanas.

 

Em 24 a 25 de setembro, Jessé Batista vai ministrar, gratuitamente, oficina de dança a maiores de 14 anos. Com duração de 8 horas, é voltada para dançarinos, atores e público em geral. Inscrições pelo e-mail wilkerpaulo@sescrio.org.br.

 

Durante o processo, as corporeidades associadas a memórias promovem o desenvolvimento e a criação de danças, por meio de uma expansão dessas técnicas corporais. Busca-se nesta oficina experimentar exercícios técnicos como também a improvisação na forma treinamento, partindo de algumas ações de deslocamento e exploração de níveis espaciais para se chegar a uma finalidade que é construir um corpo forte e perceptível.

 

Palco Giratório. O Palco Giratório é um projeto consolidado no cenário cultural brasileiro e de importância especial para municípios do interior, cujas populações encontram mais dificuldade em acessar uma produção artística diversificada e continuada. A grande capilaridade do Sesc possibilita que todos os estados brasileiros recebam o projeto. Cada vez mais alcança não apenas as capitais, mas também as pequenas cidades, descentralizando a arte e estabelecendo outras redes de circulação e intercâmbio no país.

 

Esta é a 22ª edição do Palco, que é a maior iniciativa de circulação de espetáculos do Brasil, promovendo um intercâmbio riquíssimo entre grupos de todo o país. Nestes 22 anos, foram 642 apresentações e 1.382 horas de oficinas, realizadas por 20 grupos artísticos, alcançando 138 cidades brasileiras.

 

Os artistas desta edição foram selecionados por meio de uma curadoria formada por 33 profissionais do Sesc de todo o Brasil. A partir de critérios como diversidade de linguagem, regiões do país, faixa etária e trajetória dos artistas, a curadoria mapeia questões e tendências latentes no contexto atual das artes cênicas brasileiras.

 

SERVIÇO
CRIA 20/9
| 19h | 14 anos | GRÁTIS
R.A.L.E. (REALIDADE APROPRIADA LIBERA EVIDÊNCIA) 21/9
| 19h | 10 anos | GRÁTIS
OFICINA DE DANÇA
– CIA R.A.L.E. 24/9 e 25/9 | 17h | 14 anos

 

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação