FORUM_RNP2019

Empresa de desenvolvimento de software de gestão empresarial foi criada em Petrópolis, em 1989.

 

Ladmir Carvalho, fundador da Alterdata Software, empresa de desenvolvimento de software de gestão empresarial, criada em Petrópolis e hoje com sede em Teresópolis, será o keynote speaker da 8ª edição do Fórum da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).  O evento, que será realizado nos dias 26, 27 e 28 de agosto, em Brasília, vai debater os “Desafios da Transformação Digital no Ensino e na Pesquisa”. É voltado aos profissionais de TIC, Reitores e Pró-Reitores de Universidades e Institutos Federais do país.

Durante a palestra, Ladmir pretende contar a história da Alterdata, que chegou ao mercado de software brasileiro em 1989 e como, após três décadas, a empresa mantém seu vigor, com mais de 300 mil sistemas em operação e 1,6 mil colaboradores. O empresário vai apresentar aos participantes as características principais de comportamento necessárias ao profissional de Tecnologia da Informação para enfrentar com sucesso as transformações digitais que estão dominando o cenário internacional nos últimos anos.

Confira abaixo um bate-papo com Ladmir Carvalho sobre transformação digital e os processos da Alterdata nos últimos 30 anos:

Na sua opinião, quais são as principais mudanças causadas pela transformação digital, principalmente no Brasil?

Ladmir: Essas transformações deram um poder aos colaboradores de empresas de tecnologia que antes eles não tinham. O acesso à informação é uma coisa astronômica. Antigamente, como líder, eu tinha que ser um criador de conteúdo para os funcionários da minha empresa. Hoje, eles têm acesso ao conteúdo com um clique. Atualmente, como líder, a minha posição é muito mais de um provocador, sou alguém que define metas e objetivos. A transformação digital mudou a forma como líderes e colaboradores lidam com a divulgação de conteúdos e a forma de se disseminar práticas nos ambientes de trabalho.

Qual é a importância de debatermos mudanças e tendências com as equipes visto que tudo muda o tempo todo e temos tantas novidades, quase que semanalmente?

A Alterdata tem cerca de 50 mil clientes, então são 50 mil empresas que usam nossos softwares. Isso significa que aproximadamente 1 milhão de usuários usam nossos sistemas todos os dias. O que é importante reforçar – e é sobre isso que vou falar durante minha participação no Fórum RNP – é que todas as empresas devem ter seus fluxos de conscientização das equipes. É necessário realizar palestras, apresentar posicionamentos diferentes de professores, representantes do mercado e manter as equipes motivadas. Na Alterdata, temos uma universidade coorporativa. No ano passado, ela capacitou 52 mil pessoas, entre colaboradores da casa e funcionários dos clientes. Se o seu usuário final entende o que você está oferecendo e as oportunidades que o seu serviço traz, então você venceu mais um processo.

Em resumo, que orientação você daria para empresas que precisam encaixar a forma de fazer negócio em um modelo digital?

A maior dica é mudar o mindset da equipe de engenharia e técnica. No passado, as equipes de softwares e tecnologia davam mais poder para engenheiros, desenvolvedores e programadores, pois esses criavam produtos. Logo, essas equipes tinham ideias maravilhosas, criavam projetos e o marketing tinha que vender. Isso não funciona mais nos dias de hoje. Atualmente, a forma de obter sucesso é deixar que o comercial vá à campo e descubra a dor do mercado, para repassar à equipe de tecnologia o que deve ser feito. Os profissionais de TIC vão construir aquilo que o mercado quer. Essa é uma virada no jogo para não apenas obter o lucro, mas conquistar sucesso e não deixar uma única equipe idealizando coisas mirabolantes, que podem até ser um sucesso, mas não é um mercado para arriscarmos. Essa é uma das transformações que fizemos na Alterdata e que pode ser copiada por qualquer empresa de tecnologia. Lá no passado, eu e meu sócio criávamos produtos, mas isso passou a não ser mais eficaz. Ter um departamento na empresa que investiga o mercado, faz pesquisas cientificas e aponta as reais necessidades é o segredo do sucesso.

 
Texto: Assessoria
Foto: Divulgação