tn_7

 

O setor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente atendeu a sete denúncias de crimes ambientais somente em julho. Nesta terça-feira (09), uma ação na Rua João Balter, no Quarteirão Brasileiro, resultou no resgate de um cavalo e na destruição de quatro baias construídas irregularmente. A operação aconteceu em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e com a Guarda Civil, sendo um desdobramento de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF) na Justiça Federal com o objetivo de restringir ocupações irregulares.

 

tn_10

O local é uma área de zoneamento restritivo da APA-Petrópolis por causa da presença de vegetação de Mata Atlântica e de nascentes de água. A prefeitura vem trabalhando em conjunto com o ICMBio para que o local seja preservado, com as equipes de fiscalização presentes no local a cada trimestre.

“Essa é uma área com muitas nascentes e que deve ser preservada. Hoje nós conseguimos flagrar as construções e fazer a demolição”, afirma o chefe do setor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente, Miguel Fausto. “O poder público agora se faz presente por meio das operações rotineiras para permitir a regeneração da Mata no local”, completa Victor Paulo Azevedo, chefe substituto da APA-Petrópolis.

O cavalo resgatado foi encaminhado pela Guarda Civil para o curral municipal, em Itaipava, onde passará por exames obrigatórios para saber o estado de saúde. “Nós estávamos no local em apoio à operação e constatamos o filhote com sinais de maus tratos, imediatamente fizemos a apreensão e levamos o animal para o curral de apreensões”, diz o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

Ainda nesta semana, será coletado sangue do cavalo para os exames de Anemia Infecciosa Equina (AIE) e de Mormo, que são obrigatórios para os animais que estão no curral. “Com o resultado, sendo negativo, acontece a ‘microchipagem’ desse animal, dando entrada oficial no curral. No futuro, quando forem adotados, podemos acionar o dono caso aconteça novamente o abandono”, explica Elisabete Amorim, coordenadora de Bem-estar Animal.

O telefone para denúncias de crimes ambientais é o (24) 2233-8180. A população também pode ir na Secretaria de Meio Ambiente, que fica no Centro Administrativo, na Av. Barão do Rio Branco, 2.846 – Centro. O horário de funcionamento é de 9h às 18h, de segunda a sexta. Para os casos de maus tratos, o morador pode ligar para a Coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea): (24) 2291-1505.

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis