tn_ALCIDES CARNEIRO (33)Atendimento visa expandir serviços para a população em risco social

            A Secretaria de Assistência Social vai abrir um posto avançado para atendimentos no Hospital Alcides Carneiro. A parceira entre as duas áreas do poder público vai aproximar o serviço socioassistencial da população. O objetivo é facilitar o acesso aos programas municipais, estaduais e federais para auxílio da população em risco social. A implantação do serviço no HAC vai direcionar usuários às unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que hoje atendem moradores de oito regiões da cidade.

O novo atendimento, que funcionará no ambulatório do hospital, tem prazo para implantação de dois meses. Os agentes atuarão na identificação de usuários que necessitem de auxílio, podendo ser incluídos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), que dá acesso a diversos programas do Governo Federal, como o Bolsa Família, Criança Feliz, além do direcionamento a programas desenvolvidos no município, como o Cartão Imperial, Cartão do Idoso e do Adolescente. “A criação desse posto avançado é de grande relevância para os usuários da rede pública, que às vezes têm dificuldade de acesso às unidades do CRAS. É mais uma vez o governo atuando em parceria em prol da população”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

Atualmente, através das unidades do CRAS, o município tem 24 mil famílias cadastradas no CadÚnico, o que representa quase 69 mil pessoas assistidas. Entre os cadastrados, 10.668 famílias recebem o Bolsa Família; 3600 recebem o Cartão Imperial; o Benefício de Proteção Continuada (BPC) está disponível para cerca de 3 mil famílias; 500 crianças são acompanhadas pelo programa Criança Feliz; e 900 usuários, acima de 60 anos, possuem o Cartão do Idoso. Através do CRAS, os usuários também encontram suporte com psicólogos, pedagogos, educadores e assistentes sociais.

“Com o atendimento no posto avançado será possível levar esses serviços a um número ainda maior de pessoas. O novo canal de acesso aos serviços socioassistenciais, será mais um meio de contato com essa população, que além de inclusão de programas, poderá conhecer os demais trabalhos realizados pelas unidades do CRAS”, destaca a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

O trabalho da Secretaria de Assistência Social contará com o apoio dos profissionais do HAC no encaminhamento de casos em que haja a identificação de risco social. “O serviço vai garantir que haja um suporte para os pacientes que apresentarem risco social. Muitas das vezes, o paciente que recebe alta ou é atendido no ambulatório, tem dificuldades para dar continuidade aos tratamentos e desconhecem os serviços aos quais podem recorrer para ter auxílio”, destaca o diretor do Departamento de Proteção Social Básica, Rodrigo Lopes, explicando que o usuário será encaminhado para a unidade do CRAS mais próxima da sua residência, após primeiro atendimento feito no hospital.

Para garantir a expansão dos serviços, a Secretaria de Assistência Social tem atuado de forma intersetorial com outros programas oferecidos pelas demais secretarias do governo. A ideia é continuar expandido os serviços. Além da inclusão em programas, o CRAS desenvolve ações para crianças, adolescentes, adultos e idosos. Regularmente são oferecidas oficinas de dança, capoeira, crochê, artesanato, atendimento nos grupos de terapia e suporte para reinserção ao mercado de trabalho.

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis