BNDSO Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou nesta terça-feira (21) financiamentos a dois projetos de investimento da Aker Solutions do Brasil, que somam R$ 329,7 milhões, para implantação de unidades de produção e manutenção de equipamentos para o setor de petróleo e gás nos Estados do Paraná e Rio de Janeiro.

Segundo o banco, a primeira operação, no valor de R$ 200,4 milhões, contempla 77,6% do total a ser investido na implantação de uma fábrica de equipamentos submarinos em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. Do total, R$ 1,5 milhão corresponde a subcrédito social e será destinado a investimentos voltados à comunidade do entorno do empreendimento.

A nova unidade irá produzir sistemas e equipamentos submarinos, destinados a clientes de Macaé, no Norte Fluminense. O projeto introduzirá tecnologias como sistemas marítimos de controle para os equipamentos submarinos (subsea). A fábrica tem previsão de entrega para janeiro de 2015.

Fábrica no RJ

Em Macaé, o apoio do BNDES, no valor de R$ 129,3 milhões, representa 82,4% do total a ser investido na implantação de uma unidade industrial para produção e manutenção de equipamentos para perfuração de poços offshore, além de um subcrédito de R$ 1 milhão para investimentos sociais na região do empreendimento.

Esta será a primeira fábrica de equipamentos de perfuração de sondas offshore no Brasil. Os pacotes de perfuração a serem fabricados no País representam de 30% a 35% do custo de um navio-sonda. Desta forma, o empreendimento permitirá cumprir as exigências da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em termos de produção doméstica, ampliando gradualmente o índice de conteúdo local das sondas encomendadas pela empresa Sete Brasil.

O BNDES também informou que o projeto possui o mérito da produção doméstica inédita de bens e serviços de alto valor agregado, com tecnologias de ponta embarcadas, como os pacotes de perfuração de sondas. As obras têm previsão de conclusão para setembro, com a nova planta devendo entrar em operação até dezembro deste ano