tn_Operação inverno

20 pessoas em situação de rua foram abrigadas no NIS de quinta a domingo

As abordagens a pessoas em situação de rua, realizadas pela Secretaria de Assistência Social, em parceria com a Defesa Civil e Ações Voluntárias, foram intensificadas neste fim de semana, quando os termômetros registraram temperatura mínima de 3ºC (domingo, 07.07, às 5h30, com sensação térmica de 0º), segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. A ação, que faz parte da Operação Inverno, registrou de quinta-feira a domingo o acolhimento de 20 pessoas em situação de rua, fazendo pernoite no Núcleo de Assistência Social (NIS), no Alto da Serra.

Até o dia 30 de junho, foram encaminhadas 155 pessoas em situação de rua, dessas, 131 aceitaram o pernoite no NIS. Desde o início do ano, 2.109 abordagens foram feitas pela cidade. As vagas foram ampliadas para o acolhimento da população em risco social, que aceitar o atendimento. Mais 18 dormitórios foram instalados em tendas na área externa do prédio. A Operação Inverno começou no dia 11 de junho e as abordagens são realizadas diariamente por toda a cidade, de 9h às 21h, com o objetivo de tirar as pessoas em vulnerabilidade das ruas.

“Nosso objetivo é que essas pessoas que estão em vulnerabilidade sejam acolhidas e protegidas do frio mais intenso nesta época, além de oferecer toda assistência com equipamentos de acolhimento como Centro Pop e o NIS”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

Ano passado, a Operação Inverno garantiu 1.178 pernoites durante os meses de frio intenso. As pessoas encaminhadas para a unidade de acolhimento recebem lanche noturno e café da manhã. Durante o dia, eles são orientados a buscarem atendimento no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), localizado na Rua Souza Franco. No local, os usuários recebem toda a assistência necessária durante o dia. É disponibilizada estrutura para banho, alimentação e local para o armazenamento de pertences.

“É preciso frisar que não podemos obrigar a população de rua se recolher a um abrigo, mesmo em situações extremas como a de frio. O trabalho dos nossos agentes é realizado com muita perseverança, já que é preciso conversar e explicar para esses moradores em situação de rua, que existe uma rede para acolhê-los. Buscamos orientar a auxiliar para que a pessoa, além desta acolhida,  saia da condição de rua e se reinsira na sociedade”, frisou a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

Centro Referência Especializado para População em Situação de Rua

A mesma estrutura de serviço e auxílio oferecida todos os dias no Centro Pop está disponível para as pessoas que são acolhidas durante a Operação Inverno. Os profissionais do Centro Pop agilizam a obtenção de documentos, quando o usuário não os possui, e promovem ações para que seja feita a reinserção da pessoa à sociedade, reintegrando-a, quando possível, ao ambiente familiar e ao mercado de trabalho. Aos que residem fora da cidade, é oferecida a possibilidade de retorno para o local de origem. Quando há interesse, o usuário recebe a passagem para voltar para casa.

 

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis