tn_Aluna Julia Costa com a mãe

Município foi destaque mais uma vez na competição: uma medalha de ouro e duas de bronze

Petrópolis marcou presença na Cerimônia Regional de Premiação de Medalhistas de Prata e bronze da OBMEP 2018 – parte II – Escolas do Rio de Janeiro, realizada esta semana, no Rio de Janeiro. A cerimônia marcou a entrega de duas medalhas de bronze para alunos da rede municipal: Julia Costa Freitas, aluna da Escola Paroquial Nossa Senhora da Glória e Miguel Ismael Pires, do Colégio Padre Corrêa. Ganhador da medalha de ouro pelo segundo ano consecutivo, Álan Câmara, da Escola Municipalizada Hercilia Moret participará, em julho, da cerimônia dos medalhistas de ouro, em Salvador.

 

tn_Aluno Miguel Ismael

 

A solenidade também contou com a premiação de dois professores da rede municipal pela participação dos seus alunos na OBMEP: Paula Tavares de Souza, da Escola Paroquial Nossa Senhora da Glória e Juremi Celestino Egydio, da Escola Municipalizada Hercília Moret.

 

tn_Professoras Homenageadas

 

“É mais uma premiação que engrandece a nossa rede municipal de Educação. O município vem registrando bons resultados nessas competições que exaltam o saber e incentivam a busca por conhecimento. Todos estão de parabéns, alunos e professores”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Na cerimônia foram homenageados 223 alunos das escolas das redes estaduais, municipais e privadas do Rio de Janeiro: 59 alunos receberam medalhas de prata e 164 medalhas de bronze. Os 223 alunos pertencem a 139 escolas. Vale salientar que os alunos das escolas públicas concorreram com quase 18 milhões de estudantes de todo o Brasil.

“É um resultado maravilhoso. São alunos que gostam de matemática, tem facilidade na realização de provas e ainda ajudam os amigos, como no caso do nosso aluno medalhista de ouro, que há anos vem se destacando na competição. Agradeço o apoio dos professores e o incentivo das escolas. A premiação serve como estimulo para que outros alunos se encantem e busquem sempre aprender cada vez mais e ter esse conhecimento reconhecido”, disse a secretária de Educação, Marcia Palma.

“Fiquei muito feliz, fiquei surpresa em receber a medalha, não esperava. Agora, vou continuar estudando muito porque eu gosto de matemática”, disse Júlia Costa Freitas.

Miguel Ismael agradeceu o apoio da escola e dos pais. “Estou me sentindo realizado. Nunca imaginei que chegaria até a premiação. Agradeço muito meu pai e mãe pelo incentivo. Poucos conseguem ganhar medalhas, então, para mim, é uma realização muito grande. Não foi fácil. Mas meus professores me estimularam e meus pais me deram muito apoio. Sem isso, eu não conseguiria”, contou.

A professora Juremi, que leciona na Escola Municipalizada Hercilia Moret, e vem acompanhando a evolução do aluno medalhista de ouro, Álan, ficou emocionada pela homenagem recebida durante a premiação. “Graças aos incentivos, o Álan vem conquistando bons resultados na competição e isso é maravilhoso. Quando recebi o prêmio fiquei muito feliz. A premiação representa apoio ao trabalho dedicado aos alunos. Tenho prazer em estar em sala de aula e ter o trabalho reconhecido é muito gratificante”, disse Juremi.

A professora destaca a importância da premiação para a rede municipal de Educação. “Procuro sempre inovar, fazer coisas diferente e conto com uma equipe muito boa na escola, isso faz toda a diferença. Fiquei muito feliz, foi um momento importante também para o município, que pela terceira vez é destaque na OBMEP. Eu acredito nessa educação que ultrapassa os muros da escola, que transforma e promove esperança e melhorias na vida do aluno. Isso é genial”, completa.

Sobre a OBMEP

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada – IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC. Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a OBMEP tem como objetivos principais: Estimular e promover o estudo da Matemática; Contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, possibilitando que um maior número de alunos brasileiros possa ter acesso a material didático de qualidade; Identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso em universidades, nas áreas científicas e tecnológicas; Incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional; Contribuir para a integração das escolas brasileiras com as universidades públicas, os institutos de pesquisa e com as sociedades científicas e promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis