tn_IMG (7) (2)

Premiação foi entregue no Castelo de Itaipava na noite de segunda

            Os vencedores do Prêmio Maestro Guerra Peixe de Cultura foram conhecidos na noite de segunda-feira (10.06), durante cerimônia no Castelo de Itaipava. O evento, que é considerado uma das principais premiações do setor artístico-cultural do interior do estado, premiou artistas e produções culturais que mais se destacaram em Petrópolis no ano de 2018 em 11 categorias. O prêmio de mais destaque, Notório Reconhecimento, que avalia o conjunto da obra realizado ao longo dos anos, foi para o ator, músico e locutor Reinaldo Gonzaga, que atualmente é morador de Petrópolis.

 

 

tn_Conhecidos os vencedores do Prêmio Guerra Peixe de Cultura

“Não temos como separar Petrópolis de cultura, essa relação é muito forte e queremos que seja cada vez mais. Temos produções e artistas incríveis na cidade e esse reconhecimento não só é muito importante, como é fundamental”, frisa o prefeito Bernardo Rossi. “Hoje é um dia de homenagens e reconhecimentos. Estamos muito felizes em poder proporcionar essa valorização dos nossos artistas e fico emocionado por ver esse salão cheio de tantos talentos”, completa o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Marcelo Florencio.

Os vencedores de cada categoria foram: Música Popular: O Velho Blues; Música Erudita: Coral Municipal de Petrópolis; Teatro: Teatro Circense Andança (O Chororô do Rio); Dança: Marcio Rodrigues (atuação 2018); Artes Visuais: Josiana Oliveiras (Arvorecer); Literatura: André Tavares (Todos os Pais do Mundo); Comunicação: Um Programa & Tal (RPT); Audiovisual: Gustavo Pizzi (Benzinho); Produção Cultural: FEESPE; e Categoria Especial: SESC.

Reinaldo Gonzaga, que recebeu a estatueta do Notório Reconhecimento, foi o destaque da noite. “É com muita gratidão que recebo esta homenagem. Agradeço a todos os organizadores e parabenizo a todos os artistas, todos os colegas, que hoje são merecedores também desse prêmio. É uma grande satisfação estar aqui”, disse.

“O Prêmio Guerra Peixe é dez. Estou muito feliz por estar aqui hoje, são 10 anos do prêmio. Uma década se passou, mas passou rápido porque quando estamos envolvidos em algo que a gente curte é muito prazeroso”, frisa o coordenador do prêmio, Marco Aurêh.

A comissão julgadora que apurou o resultado durante todo o ano passado foi formada pela artista plástica Elisabeth Ferraz; a bailarina, professora e coreografa Isabela Barenco; a jornalista, pesquisadora digital e professora Monica Winter; o jornalista e pesquisador musical Nelson Kuster; o artista plástico e animador cultural Paulo Campinho; o técnico em audiovisual e produtor cultural Rogério Avelino; o músico, compositor e ator Thiago Oliveira; o ator, artista plástico e cenógrafo Arthur Varella e o escritor, músico e professor Marcelo Fernandes.

Um dos momentos mais emocionantes da entrega do prêmio foi o “Janela para a Saudade”, que prestou uma homenagem a artistas e produtores culturais que morreram em 2018.

O prêmio também contou com a participação dos secretários da Turispetro, Marcelo Valente, de Assistência Social, Denise Quintellae de Educação, Marcia Palma; além do diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha;  a sub secretária de Obras, Raquel Mota, entre outras autoridades.

 

Vencedores:

Música Popular: O Velho Blues.

Música Erudita: Coral Municipal de Petrópolis

Teatro: Teatro Circense Andança (O Chororô do Rio)

Dança: Marcio Rodrigues (atuação 2018)

Artes Visuais: Josiana Oliveiras (Arvorecer)

Literatura: André Tavares (Todos os Pais do Mundo)

Comunicação: Um Programa & Tal (RPT).

Audiovisual: Gustavo Pizzi (Benzinho)

Produção Cultural: FEESPE

Categoria Especial: SESC

Notório Reconhecimento: Reinaldo Gonzaga

 

Vídeo-release: https://youtu.be/JloduMKbF4Y

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação