tn_Mais de 500 alunos envolvidos no handebol do Jeups até sábado

 

      As partidas da primeira fase do handebol dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) reúnem 54 equipes e mais de 500 alunos no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), no Caxambu, até o próximo sábado (25.05). Nesta quinta-feira (23.05) foram realizadas oito partidas na categoria sub-15 feminina e mais três na mesma idade no masculino. Ao todo, são 61 partidas da modalidade somando o sub-13, 15 e 18.  Os oito melhores colocados por categoria garantem vaga para a segunda fase desse esporte, que será realizado no segundo semestre. As tabelas com as partidas estão disponíveis no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

 

O futsal, vôlei e o basquete também acontecem em duas fases. Já as modalidades individuais – tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo – serão realizadas em uma única fase, com previsão para começar em agosto. Com o número recorde de escolas participando no Jeups neste ano – 50 – a competição vai bater também o número de alunos participantes: mais de três mil. A ideia é incentivar a prática esportiva entre os jovens.

 

“Os jogos estudantis são uma ferramenta importante de inclusão. Além de garantirmos que os jovens tenham acesso a prática esportiva, também ocorre a interação entre os alunos e as escolas”, explica o prefeito Bernardo Rossi, destacando o fortalecimento dos jogos nos últimos anos. “Em 2016, quando assumimos, apenas 19 participaram. Em 2017 foram 41, no ano passado 44 e neste ano, com 50, os jogos chegaram ao maior número de instituições inscritas na história. É um objetivo nosso incentivar os jovens na prática de alguma atividade”, garante o prefeito.

 

A prática esportiva garante benefícios que vão além da saúde, como explica a pedagoga do Colégio Aplicação, Celeste Maria Pinto Coelho Guedes. ”O aluno aprende a lidar com as vitórias e as derrotas, além de desenvolver outras habilidades motoras e sociais. O esporte também contribui para a educação e a disciplina do jovem”, disse.

 

A principal novidade da edição é uma parceria entre a prefeitura e o Banco de Sangue Santa Teresa, que busca incentivar os colégios a doarem sangue no período em que ocorrem as disputas. Quem conseguir o maior número de pessoas vai ganhar a pontuação equivalente a uma modalidade esportiva.

 

Além disso, o regulamento deste ano do Jeups permitiu a inscrição de um mesmo atleta para três esportes em equipe nas categorias sub-15 e 18. A mudança atende a um pedido das escolas menores, que contam com menos alunos e ficavam de fora de algumas modalidades.

 

“São ações aplicadas em comum acordo com as escolas que participaram do congresso técnico do Jeups. Precisamos estimular a participação dos alunos e também a presença das famílias nos jogos. Cada vez mais os colégios estão aderindo a proposta de incentivar os jovens dentro do contexto esportivo”, explica Leandro Kronemberger, superintendente de Esportes e Lazer.

 

Outra novidade é a criação do projeto Selecionados Jeups. Serão formadas seleções com os principais atletas das categorias sub-15 e 18 no basquete, handebol, vôlei e futsal, sendo que nesta modalidade apenas no feminino, já que no masculino a Liga Petropolitana de Desportos representa a cidade.

 

“A ideia é que essas equipes disputem competições regionais e estaduais para representarem a cidade em competições pelo Brasil. É um trabalho de iniciação ao esporte que vai apresentar resultados na prática, com o desenvolvimento dos alunos no âmbito esportivo”, completa Leandro.

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis