tn_CapsAD-III amplia atendimento a usuários de álcool e drogas para sábados e feriadosProfissionais da unidade também retomarão atendimentos em residências


            O Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas – III (CapsAD – III) passa a funcionar aos sábados e feriados. Com aproximadamente 3 mil pacientes ao mês, a extensão dos dias de atendimento visa dar mais cobertura ao serviço e oferecer maior suporte à população que busca atendimento espontâneo. Nos novos dias de funcionamento, os profissionais farão plantões de 9h às 14h. As visitas domiciliares também serão reforçadas pela equipe.

A medida garantirá o acolhimento dos pacientes que necessitarem de suporte da rede. Além de estar aberto para novos atendimentos, os profissionais da unidade desenvolverão atividades com os pacientes já atendidos. “Essa é uma área da saúde que precisa desse suporte. Com essa extensão de atendimento será possível maior assistência aos pacientes”, destaca o prefeito, Bernardo Rossi.

O CapsAD – III é voltado para o atendimento de usuários de álcool e outras drogas. A unidade especializada atende pacientes encaminhados pela rede de atenção básica, Conselho Tutelar, do Hospital Municipal Nelson de Sá Earp, que conta com leito de monitoramento 72 horas, além dos que buscam o serviço espontaneamente. A unidade realiza atendimento direcionado de acordo com o quadro clínico de cada paciente. “Com mais dias em funcionamento ampliaremos a cobertura para esses pacientes que precisam e acompanhamento intensivo”, destaca a secretária de Saúde, Fabíola Heck.

A unidade conta com 25 profissionais entre os quais psicólogos, psiquiatras, clínico geral, enfermeiros, técnicos de enfermagem e assistentes sociais. A partir do estudo de cada caso, os pacientes recebem acompanhamento específico e são encaminhados para as oficinas e grupos terapêuticos. As atividades são realizadas diariamente e o CapsAD-III conta com oito leitos de acolhimento, onde os casos de maior gravidade são acompanhados em tempo integral, com internações que podem variar entre 14 e 30 dias.

“Temos uma demanda muito grande de pacientes e manter a unidade aberta aos sábados e feriados contribuirá para o controle dos casos”, destaca a coordenadora do CapsAD-III, Leandra Iglesias, reforçando que o suporte aos pacientes será ainda maior a partir da retomada das visitas aos domicílios. O serviço realizado diretamente nas residências contribuirá no atendimento aos pacientes com dificuldade de mobilidade e evita a evasão dos tratamentos.  “Indo diretamente às residências podemos acompanhar de perto os pacientes e garantir que eles não tenham recaídas”, conta Leandra.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis