tn_Evento Chocolate Bohemia (2)

Setor movimenta R$ 5 milhões por ano em Petrópolis, com 15 empresas. No período de Páscoa elas quadruplicam o faturamento

 

            Junto com as celebrações da Páscoa, vem também uma deliciosa tradição: os ovos e bombons de chocolate. Faltando menos de uma semana para o feriado religioso, fábricas, microempresas e ainda produtores artesanais estão com as produções a todo vapor em Petrópolis. Este ano, o setor – que tem a Páscoa como sua melhor data do ano, junto com o Natal – deverá injetar no município mais de R$ 1 milhão. Com 15 empresas voltadas especialmente para o chocolate, sendo que seis são microempresas com faturamento mais expressivo e outras nove pequenos empreendedores em evolução, o setor movimenta R$ 5 milhões por ano na Cidade Imperial.

Opções não faltam para quem preferir prestigiar os produtos petropolitanos nesta Páscoa. Dos tradicionais aos mais criativos, é possível encontrar chocolates dos mais diversos sabores, ovos recheados, de colher, e até feitos de brownie.

Para o prefeito Bernardo Rossi, Petrópolis tem mostrado seu potencial para diferentes setores. “Temos uma produção pequena comparado a outros produtos de destaque no município, mas a fabricação de chocolate vem crescendo e temos procurado apoiar e incentivar não só as fábricas, como os microempreendedores. Muitos novos negócios surgiram nos últimos anos e têm feito sucesso. Isso ajuda a movimentar a nossa economia. Além disso, o período cria diversas vagas de emprego temporárias que podem acabar se tornando permanentes”, frisa.

Criado em 2014, o Brownie do Ton é um dos exemplos de crescimento no município. A marca já se consolidou em Petrópolis e hoje prepara opções para todos os gostos nesta Páscoa. A expectativa para este ano é fabricar 1,2 tonelada de brownie. Alguns produtos já estão esgotados desde a semana passada.

“A procura está muito alta este ano. Produtos da Serra são sempre bem vistos. E estamos não só atingindo o publico local, como também o carioca. Estamos em torno de 30% de encomendas para o Rio de Janeiro. Lançamos várias novidades, como, por exemplo, um ovo de 1kg com recheio exclusivo nosso de brigadeiro de champagne”, explica o empresário Meton Machado Soares, que é sócio do Brownie do Ton junto com a esposa, Caroline da Fonseca Rizzo.

Mas a Páscoa também abre espaço para que pequenos produtores criem uma renda extra na data festiva. A gestora de empresa Bárbara Basso e a encarregada de expedição Rafaela Alves, por exemplo, produzem algumas delícias para a Páscoa e esperam faturar R$ 5 mil com as encomendas de bombons e ovos de chocolate. “É o primeiro ano que realizamos a fabricação e venda de ovos de páscoa. Resolvemos fazer porque queríamos uma renda extra, além de gostar de cozinhar e de confeitaria”explica Bárbara.“Vai ser uma ajuda considerável. E muita gente procura, tivemos mais de 500 pedidos. É cansativo, mas é um trabalho muito bom de ser feito, pra quem gosta, claro”, completa Rafaela.

Para a Secretaria de Desenvolvimento, o setor vem em amplo crescimento. “Neste mês, inclusive, o setor criou uma pequena feira que aconteceu na Bohemia e foi apoiado pela prefeitura. É uma área que tem números interessantes na cidade. E este período, sem dúvida, é muito importante para as produções. As empresas quadriplicam o faturamento na época da Páscoa”, destaca o secretário de Desenvolvimento, Marcelo Fiorini.

Muitos dos que visitam Petrópolis também fazem questão de passar por algumas das fábricas tradicionais de chocolates da Cidade Imperial. Os consumidores de outras cidades ajudam a movimentar ainda mais a economia. “Os turistas priorizam sempre os produtos locais e muitos fazem questão de passar por nossas fábricas. O setor, sem dúvida, também é importante para esse público”, acrescenta o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

O Brasil é um dos maiores consumidores de chocolates do mundo, em todo país, no ano passado foram produzidas mais de 11 mil toneladas de ovos e produtos de Páscoa.

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis