tn_Parnaso (8)

Com 200 quilômetros de trilhas e diversas montanhas, travessias e escaladas devem atrair turistas para a Cidade Imperial

 

            As belezas naturais de Petrópolis são “exploradas” o ano inteiro por amantes da natureza e dos esportes radiais, mas, agora, petropolitanos e turistas se preparam para o período mais propício para aproveitar o melhor das montanhas na Cidade Imperial. É que a partir de maio começa a temporada de montanhismo no Brasil e o município está entre os destaques do estado para a prática de trilhas, esportes radicais, entre outros. A expectativa é de que milhares de turistas cheguem em busca do contato com a natureza.

 

tn_Parnaso (3)

Só no ano passado, 147.641 mil pessoas passaram pelo Parque Nacional da Serra dos Órgãos, o Parnaso, uma das unidades de conservação mais conhecidas do país e um dos melhores locais para a prática de esportes de montanha. Em toda cidade, são oferecidas ainda caminhadas, trekking, ciclismo, trailrun, corridas a pé, off-road, rapel, arvorismo, escalada, cabo aéreo, além de cavalgada, observação de aves (birdwatching),vôo livre, passeios de jeep e muitas outras atrações ligadas à natureza.

“Petrópolis tem turismo para todos os gostos, e o ecoturismo é um dos principais deles. A nossa cidade é linda e suas belezas naturais encantam até turistas estrangeiros, temos certeza de que será mais uma temporada de sucesso para o montanhismo no município. Isso aquece a nossa economia”, frisa o prefeito Bernardo Rossi.

A cidade também se prepara para receber grandes eventos no período. Chegando em sua 6ª edição, a XC RUN, por exemplo, será realizada no dia 20 de julho no Parque Municipal, em Itaipava, oferecendo a interação do homem com a natureza em um percurso desafiador e com paisagem deslumbrante. O percurso conta com grande variação de terrenos e altimetria, passando por estradas de terra, trilhas, travessia de rios e montanhas, tem desnível acumulado de 2.250m. Já em agosto, o município recebe nos dias 24 e 25, uma etapa do Xterra em Itaipava. A prova foi criada em 1996, no Hawaii, como a primeira prova de triathlon off-road do mundo. A partir de então a prova se internacionalizou e hoje está presente em mais de 40 países na Ásia, América, Europa, Oceania e África.

“Além da própria natureza, que encanta por si só, os eventos ajudam a atrair pessoas vindas de fora para a cidade, o que movimenta hotéis, restaurantes, comércio. O turismo ecológico é muito importante para o município”, explica o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação