tn_Copa Imperial de Basquete (5) Competição realizada no domingo reuniu cerca de 70 atletas de cinco cidades

 

 

Cerca de 70 atletas participaram da Copa Imperial de Basquete realizada no domingo (17.03) no Centro de Iniciação ao Esporte do Caxambu. Participaram equipes de cinco cidades, sendo duas de Petrópolis, além de Avelar, Duque de Caxias, Vassouras e Teresópolis – que terminou com o Basquete Avelarense como vencedor, após levar a melhor na decisão contra a Atlética de Direito da UCP por 39 a 19. Iniciativa da prefeitura, o torneio contou ainda com duas partidas na categoria sub-18 entre a Escola Fluminense e o Basquete Petrópolis.

 

Foram realizados 10 jogos entre os times até que os finalistas fossem definidos. O Basquete Avelarense venceu todas as partidas na primeira fase e chegou na final como favorita, diante da Atlética de Direito da UCP que surpreendeu no outro grupo e terminou na frente do Comary, tradicional equipe de Teresópolis.

 

“Foi um torneio de grande qualidade, todas as equipes que participaram são bem qualificadas, mas acredito que o fator experiência da nossa equipe tenha sido o diferencial. Também é uma forma de integrar as cidades em torno do basquete”, explica o professor de educação física David de Mello, representante do Basquete Avelarense.

 

A Copa Imperial de Basquete teve o objetivo de incentivar as equipes amadoras, além de buscar o fomento da modalidade na cidade. A prefeitura continua apostando no esporte como uma ferramenta de transformação, abrindo mais oportunidades. Os atletas que participaram ficaram satisfeitos com a competição.

 

“É mais espaço para todos os adeptos do basquete na nossa cidade”, destaca Régio Pires, atleta do Serra Basketball de Petrópolis. “Muitos petropolitanos gostam da modalidade, mas precisam de mais espaço para jogar. A competição foi em alto nível, muito bem disputada, estamos muito satisfeitos em participar”, disse.

 

Desde o início da gestão do prefeito Bernardo Rossi, a modalidade está sendo incentivada no município. Inaugurado em 2017, o núcleo da escolinha do Flamengo em Petrópolis funciona em parceria da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer, com o time carioca e a Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude. São mais de 100 crianças e adolescentes participando das aulas, que acontecem na Escola Municipal Fábrica do Saber, na Estrada da Saudade.

 

“A escolinha colocou a modalidade em outro patamar na nossa cidade, abrindo uma grande oportunidade para os nossos jovens, de maneira totalmente gratuita. O Flamengo faz um acompanhamento dos jovens, o que também é importante. Além disso, os jogos estudantis também comprovam que o basquete está crescendo, ganhando novos praticantes, e por isso, seguimos incentivando as equipes da nossa cidade”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

 

Os jogos estudantis também ganharam destaque na atual gestão e estão fortalecidos, com a participação de 44 escolas das redes municipal, estadual, federal e particular na disputa do último ano. Uma das modalidades mais procuradas pelas instituições de ensino foi o basquete, que encerrou a programação dos jogos no ano passado.

 

“Foram mais de 500 alunos participando do basquete em três categorias no ano passado. A nossa ideia é incentivar cada vez mais o basquete, não apenas nas escolas, mas também organizando eventos e dando suporte para as equipes amadoras”, disse Leandro Kronemberger, superintendente de Esporte e Lazer.

 

 

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis