tn_Logo-ASCOM

Em audiência pública, equipe técnica da Secretaria de Saúde prestou contas dos trabalhos desenvolvidos pela pasta

Os trabalhos desenvolvidos pela Secretaria de Saúde, voltados para a promoção da saúde e da prevenção de doenças, então entre os destaques do relatório do terceiro quadrimestre de 2018. As ações desenvolvidas entre setembro e dezembro alcançaram um número maior de usuários, chegando a ter uma adesão 106% maior do que o período anterior. No período foram registrados mais de 180 mil atendimentos nas unidades de atenção básica, de especialidades e de urgência e emergência. As melhorias em instalações e ampliação de serviços da rede pública de saúde também são destacadas no documento, que teve apresentação em Audiência Pública na Câmara dos Vereadores nesta terça-feira (26.02).

O relatório destaca a aplicação de 38,8% dos recursos recebidos pela União para os serviços da saúde no fechamento do ano de 2018. “A apresentação dos resultados da Saúde demonstra a transparência da gestão, que vem a cada ano avançando para oferecer os melhores serviços para a população. Os resultados das ações de 2018 mostram importantes conquistas dessa gestão que refletem diretamente no melhor atendimento da rede de saúde pública do município”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

No atendimento da Atenção Básica foi destacada no relatório a implantação das Práticas Integrativas Complementares (PICS) nas Academias da Saúde. No fechamento do ano foram registradas mais de 3.400 atividades, entre coletivas e individuais, realizadas pelos profissionais da saúde.  As quatro unidades da cidade passaram a oferecer aos usuários atividades como alongamento, fisioterapia, yoga, shiatsu, acupuntura, bio pilates, ginástica funcional, shantala, tratamento com fitoterapia, florais entre outras formas complementares aos atendimentos médicos.

“Esses resultados fortalecem o foco do trabalho que temos desenvolvido na Atenção Básica. Buscamos incentivar os usuários a terem uma prática de prevenção de doenças, orientamos para cuidados que garantam a promoção da saúde”, destaca a secretária de saúde, Fabíola Heck.

Outro trabalho de promoção da saúde que também teve bons resultados foi do programa de antitabagismo, que alcançou uma taxa de abandono do fumo entre os usuários assistidos de 48,6%. Com esse índice, o programa obteve resultado acima do que é preconizado pelo Ministério da Saúde, que sugere que as ações alcancem uma redução do fumo de ao menos 35%, entre os pacientes acompanhados.

Também com foco na prevenção de doenças, o Programa Saúde na Escola teve forte atuação. Nos últimos quatro meses do ano, realizou 1.398 ações em 56 unidades escolares, realizadas por 39 equipes da Saúde da Família. O Serviço de Atenção Domiciliar realizou 1.329 visitas a pacientes de diversas especialidades médicas. O maior número de atendimentos foi para as áreas de clínica geral e fisioterapia.  Além de acompanhamento médico, o atendimento residencial realizou 2.051 procedimentos, como aferição de pressão arterial e curativos. O serviço Consultório na Rua realizou mais de quatro mil atendimentos, entre consultas, procedimentos e atividades diversas para a população em vulnerabilidade. “Esse é um trabalho muito importante para o resgate do cidadão e intensificação da promoção da saúde”, destaca a superintendente da Atenção à Saúde, Fátima Cristina Coelho.

No setor de vigilância epidemiológica se destaca a cobertura vacinal de recém-nascidos do período. Com um registro de 1.138 nascimentos, o setor obteve 90% dos bebês vacinados. A vigilância ambiental realizou 38 mil visitas à imóveis para promover o controle de dengue e outras arboviroses na cidade. O órgão apurou 70% das denúncias recebidas. O controle da raiva animal atingiu a meta anual de 92%, com a aplicação de 10.564 doses de vacina antirábica animal e com a castração de 1.107 gatos e cachorros durante os mutirões de cirurgia.

“Esses são dados de grande significado para cidade. A metas foram alcançadas em ações de grande impacto para a saúde na cidade”, destaca a superintendente de Planejamento e Apoio à Gestão, Suzana Papoula.

 

Mais leitos e estrutura para o atendimento ambulatorial

O aumento no número de leitos no Hospital Municipal Nelson Sá Earp é um dos pontos de destaque. A unidade adquiriu no período 12 leitos para o atendimento da clínica médica. No que se refere ao atendimento ambulatorial, foram destacadas as realizações dos mutirões de cirurgias, consultas, procedimentos e exames realizados no Hospital Alcides Carneiro que agilizou o atendimento de 1.300 pacientes em diferentes especialidades médicas. A habilitação do sistema de regulação de atendimentos também se destaca entre as conquistas da rede pública de saúde, no sentido que garante melhor organização dos encaminhamentos dos pacientes para os atendimentos especializados, cirurgias, exames e procedimentos.

“Estamos trabalhando para garantir melhores estruturas e agilidade para os atendimentos. Nosso sistema de regulação de atendimentos médicos foi reconhecido pelo Ministério da Saúde, que passou a custear o serviço implantado no município. Implantamos a nossa ouvidora, para ter um canal direto com os usuários do sistema e poder atuar de forma mais efetiva no atendimento das demandas. Tivemos bons resultados em serviços prestados que vamos dar continuidade e seguiremos avançando este ano”, destaca a secretária de Saúde, Fabíola Heck.

Entre as melhorias na infraestrutura destacadas pela secretaria estão a nova sede do Ambulatório de Saúde Mental, que ganhou novas instalações na Rua D. Pedro e a Implantação do Polo de Assistência Farmacêutica, que ganhou novo prédio em Corrêas oferecendo melhor atendimento ao público.

A audiência pública contou com a participação da equipe técnica da Secretaria de Saúde, do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Rogério Tosta; e dos vereadores, Fred Procópio, Silmar Fortes, Hingo Hammes, Justino do Raio X, Maurinho Branco, Marcelo Lessa, Marcelo da Silveira, Antônio Brito e Ronaldo Ramos. A audiência contou com a presença de cerca de 50 pessoas entre profissionais da área de saúde, representantes de entidades e sociedade civil.

 

 

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis