tn_Thales Gabrig

Apresentação especial acontece nesta quarta-feira, dia 27 de fevereiro, às 17h

Estudante cursa 8º ano na EM Loteamento Samambaia


O gosto pela música começou muito cedo: durante o início da infância no Alto Caparaó, em Minas Gerais. Mas foi em Petrópolis, aos 8 anos, que Thales mostrou a que veio: começou a cantar na igreja, aprendeu a tocar violão e não parou mais. Agora, com 13 anos, despontou a partir de um programa na TV aberta e sonha em seguir carreira no mundo sertanejo. Mas o jovem não deixa as suas origens de lado e é por isso que ele foi o escolhido para abrir o projeto Conversas Musicais 2019 na Casa da Educação. A apresentação especial ocorrerá nesta quarta-feira (27.02), às 17h, na Casa da Educação Visconde de Mauá.

O encontro será o primeiro de muitos: Thales, que é aluno da Escola Municipal Loteamento Samambaia, sonha em se apresentar nas programações e festas da cidade. “Gosto muito de cantar. Aprendi muito na Casa da Educação e adoro poder me apresentar para outros alunos da rede. Aprendi nesse espaço a cantar com outras pessoas e já sonho em poder me apresentar para multidões”, disse Thales.

Thales participou no último ano do projeto “Banda da Casa da Educação”, cantou com o Coral dos Anjos e agora se prepara para estrear no projeto Conversas Musicais. A apresentação contará com a participação de alunos de escolas da rede municipal.

“Toda forma de incentivo ao estudo da arte é válido para os adolescentes. Na Casa temos muitos talentos. Não é à toa que o espaço atende mais de mil alunos em oficinas gratuitas, muitas delas na área musical. O talento de Thales, um aluno nosso, da nossa rede, já é um exemplo para os jovens que desejam aprender música”, contou o prefeito Bernardo Rossi.

O desejo de Thales de mostrar o seu talento para os petropolitanos recebeu apoio e incentivo da secretária de Educação, Marcia Palma e do diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Turismo, Marcelo Florêncio. “Nossa cidade é um berço de talentos e o poder público pode e deve estimular esses talentos a se apresentarem na nossa cidade. A educação é a base de tudo e encontramos um jovem talentoso que está na rede municipal de Educação e participou de aulas de música na Casa da Educação conquistando o seu espaço. É um orgulho para todos ter um representante petropolitano em uma disputa”, disse Marcelo Florêncio em um encontro com Thales e seus pais na Casa da Educação.

Na ocasião, os pais de Thales falaram do orgulho do filho e agradeceram o apoio dos petropolitanos. “Viemos para Petrópolis em busca de uma vida melhor e encontramos acolhimento. Thales tem um talento nato desde pequeno e encontramos nessa cidade um apoio para correr atrás do sonho de Thales. Agradecemos o apoio e a torcida de todos. Agradeço também à equipe da Casa da Educação que sempre incentiva o nosso filho”, contou Sergio Marcio Teixeira.

“O dom é algo que precisa ser trabalhado. O Thales aprendeu desde muito cedo a cantar, tocar a acreditar no seu sonho. Esse é um exemplo para todos nós. Estamos torcendo por ele por ser um aluno da nossa rede, mas também por causa da sua história e pelo seu carinho com a Casa da Educação Visconde de Mauá”, afirmou Marcia Palma.

“Nossa Casa da Educação é um reduto de talentos. Todo o talento de Thales foi demonstrado para nós durante os ensaios da Banda da Casa da Educação. Agora continuaremos apoiando todas as iniciativas dessa família que corre muito atrás do sonho desse jovem menino que ainda vai nos surpreender muito. É uma alegria poder receber o Thales na abertura do projeto Conversas Musicais da Casa da Educação”, disse a diretora da Casa, Catarina Maul.

O professor de música Lucas Gotelip – que é responsável pela banda da Casa da Educação e também acompanha Thales – ressalta a importância de correr atrás dos sonhos.

“O fato do Thales ser um aluno da rede pública de Petrópolis que também participou de um projeto da Casa da Educação, mostra o quanto batalhar pelos seus sonhos vale a pena! Abriremos com chave de ouro mais um ano do projeto Conversas Musicais”, disse Lucas.

O projeto “Conversas Musicais” tem como objetivo promover a interação entre os alunos da Casa da Educação – que participam de aulas de canto, flauta doce, violão, violino e coral – e os músicos que se dedicam à arte.

“Através do bate-papo os estudantes conseguem tirar suas dúvidas e conhecer de perto a história desses artistas que se destacam no mundo da música. Os alunos ficam muito animados com o projeto e adoram conhecer os instrumentos e ficar por dentro das dicas preciosas dos músicos”, explica Catarina Maul.

“Conversas Musicais” já recebeu artistas como Garrido, Depoli e d’Avila Trio, Suzane Werdt e Marcelo Buddy. O projeto foi criado por Catarina Maul e pelos professores Lucas Gotelip e Norton Ribeiro.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis