tn_Jogos estudantis (3)Evento será realizado no Centro de Cultura

 

O congresso técnico dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) vai definir o regulamento e a fórmula de disputa da competição, assim como as datas em que cada modalidade será realizada. O encontro acontece nesta quarta-feira (27.02), às 15h, no Centro de Cultura Raul de Leoni, reunindo os professores responsáveis das escolas municipais, estaduais, federais e particulares que desejam participar dos jogos. O objetivo da prefeitura é estimular que cada vez mais crianças e adolescentes participem do torneio – no ano passado, mais de dois mil jovens disputaram o Jeups.

 

tn_Jogos estudantis (4)

Serão nove modalidades na competição neste ano, sendo cinco coletivas: basquete, futebol de campo, futsal, handebol e vôlei; e quatro individuais: tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo. O período de inscrição das escolas ainda será anunciado pela prefeitura, assim como a comissão organizadora do Jeups, após a confirmação do número de escolas participantes. Todas as fichas estarão disponíveis no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

“Precisamos estimular que os jovens da nossa cidade participem dos Jogos Estudantis, promovendo mais saúde e bem-estar”, explica o prefeito Bernardo Rossi, ressaltando que o congresso técnico é a oportunidadedos profissionais de ensino envolvidos nas competições contribuírem no processo de organização dos jogos.

“A conversa com os professores responsáveis pelas escolas é fundamental para o sucesso dos jogos. O congresso técnico é uma maneira de aperfeiçoar a organização, abrindo espaço para que todos opinem para que os jogos sejam ainda melhores neste ano. Desde o início da nossa gestão, abrimos espaço para que todos possam opinar e contribuir”, destaca o prefeito.

No ano passado, o Jeups igualou o número recorde de escolas participantes, que é de 2002: 44 instituições. Os jogos proporcionaram para os estudantes 295 horas de atividades físicas em 895 partidas nas modalidades coletivas. Ferramenta importante na integração entre os alunos, a competição também promove mais saúde e qualidade de vida para os participantes, além de ser uma boa oportunidade de lazer.

“É fundamental que os nossos alunos pratiquem esportes, prevenindo uma série de doenças. Além dos jogos, acontecem também os treinamentos, feitos no contra turno da escola. São atividades importantes, além da sala de aula, que contribuem com o lazer dos alunos”, pontua Leandro Kronemberger, superintendente de Esportes e Lazer, garantindo que em abril serão definidas as tabelas das modalidades e que os jogos começam em maio, em duas fases.

“Nas modalidades coletivas acontecem duas fases – classificatória e fase final – onde as equipes são divididas em chaves e jogam pelo sistema de rodízio simples, como já fizemos no ano passado e que deu certo. Dessa maneira, aumentamos a quantidade de partidas e dos jovens praticando atividades físicas”, completa Leandro.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis