tn_Amanda Clavary - Odontóloga (3)

Traumas, uso de remédios e envelhecimento são alguns dos fatores

 

O sorriso é o grande cartão de visitas de toda pessoa e por mais que seja um processo natural e fisiológico, o escurecimento dos dentes não é bem visto e, muita das vezes, é percebido como falta de higiene e cuidados pessoais. É por esse e outros diversos motivos que cada vez mais, cresce o número de adeptos aos clareamentos dentários.

 

De acordo com a dentista Dr.ª Amanda Clavery, o escurecimento dentário é uma situação que pode estar relacionada a uma mudança na coloração dentária extrínseca, ou seja, mancha na superfície do dente, ou intrínseca, que se dá na da polpa, estrutura do dente, internamente. “Contudo, existe o escurecimento natural dos dentes, sendo este, um escurecimento fisiológico, mas que pode ser tratado”.

 

Quando o assunto são as causas para o escurecimento dentário, os motivos são quase incontáveis, mas, em via de regra, os principais fatores são: necrose pulpar, traumas dentários e detalhes da técnica de tratamento de canal. A especialista detalha que são não tão comuns quantos os aspectos anteriores, mas, por exemplo, o “uso de antibióticos em médio e longo prazo, placa bacteriana, tabagismo, alimentos e bebidas de pigmentação intensa” também precisam ser observados e avaliados na hora de uma definição de motivo.

 

Amanda pontua que má higiene bucal pode causar o escurecimento da estrutura dental, mas que na contramão dessa afirmação é importante ressaltar que dentes mais amarelados não são necessariamente dentes mais fracos ou mal limpos. “A higiene é fundamental em todos os aspectos no que diz respeito à saúde bucal, mas precisamos pontuar que existe um desgaste natural e fisiológico do esmalte dentário, inerente da idade. Mesmo com cuidados contínuos, escovação adequada, uso de fio dental regular e enxaguante bucal, além de aplicação de flúor e visitas periódicas ao especialista, de forma geral, pessoas de mais idade têm dentes mais escuros que as pessoas mais jovens”.

 

Um aspecto relevante e pouco observado, que faz parte diretamente com relação ao assunto, é a alimentação do dia a dia. Os alimentos e bebidas com cores mais escuras podem alterar a cor dos dentes. “Dentre os alimentos e bebidas vilões, podemos citar: café, refrigerante, vinho, açaí, beterraba, dentre outros”, detalha Clavery.

 

Com relação aos tratamentos é importante que eles só sejam iniciados a partir dos 16 anos de idade e que é vital que sejam observados e avaliados as causas de origem do problema. “Dentre os tratamentos podemos citar: profilaxia, ou seja, limpeza dentária, clareamento dentário propriamente dito, restaurações em resina e restaurações em porcelana”, finalizou.

 

Mais informações podem ser obtidas pessoalmente no consultório da Dr.ª Amanda Clavery à Estrada União e Indústria 11.590, sala 107, Itaipava – Petrópolis/ RJ, através do telefone (24) 2222-3497 e do celular (24) 99246-2949, ou ainda através do Facebook e Instagram @draamanda.clavery.

 

SERVIÇO

ODONTOLOGIA

Dr.ª Amanda Clavery – CRO- RJ 36.113

Estrada União e Indústria 11.590, sala 107

Itaipava – Petrópolis/ RJ

(24) 2222-3497/ (24) 99246-2949

Facebook: @draamanda.clavery

Instagram: @draamanda.clavery

 

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação