tn_IMG_8701

 

O prefeito Bernardo Rossi apresentou ao governador Wilson Witzel os pleitos de Petrópolis ao Estado. A reunião, nesta sexta-feira (15.02), na sede do Sicomércio, marcou a transferência da sede do governo estadual para a Cidade Imperial por dois dias. Petrópolis é a primeira cidade a receber o programa Gabinete Itinerante e assinalou ao governador a importância de ter o estado como parceiro na manutenção das UPAs, conservação das estradas  estaduais  e na segurança pública.

“A crise econômica foi um impeditivo de ter maior presença do Estado em Petrópolis. Uma retomada do desenvolvimento deve significar convênios e programas para nossa cidade. Petrópolis quer a parceria dos governos estadual e federal para poder avançar”, afirmou Bernardo Rossi.

Acompanhado do vice-prefeito, Baninho e dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, e de Obras, Ronaldo Medeiros, Bernardo Rossi assinalou ainda que a transferência da sede do governo para Petrópolis neste fim de semana reconhecendo a importância histórica e econômica da cidade beneficia a Cidade Imperial.

“Petrópolis é parte viva da história do país e este reconhecimento é importante. Ao transferir a sede do governo para cidades do interior, começando pela nossa, Witzel mostra que a interiorização das ações do estado é prioridade”.  Rossi também destacou a inclusão da cidade na Região Metropolitana do Rio que assegura projetos estruturais para desenvolvimento de várias áreas.

O governador, que faz reuniões de trabalho com seu secretariado neste sábado (16.02) no Palácio Quitandinha, destacou investimentos no turismo: “Só em divulgação vamos investir R$ 18 milhões e Petrópolis é uma cidade importante para ser beneficiada”, frisou. O governador listou projetos de georrefereciamento, monitoramento de áreas de risco como rol de ações que vão ser empreendidas. Witzel manteve reunião com Bernardo Rossi acompanhado de seu chefe de gabinete, Cleiton Rodrigues, e o secretário de Fazenda, Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho.

“Petrópolis passou a ser incluída na Região Metropolitana e vamos reorganizar a mobilidade destas cidades”, destacou o governador. Witzel também mostrou disposição para a fiscalização da ocupação desordenada de áreas de risco e quer estado e municípios atuantes em conjunto.

Um dos pleitos apresentados por Petrópolis é o retorno da contribuição do Estado para o funcionamento das duas UPAs. “Investimos R$ 374 milhões, que são 31,48% do orçamento municipal nessa área e chegamos a 1,3 milhão de atendimentos por ano, inclusive moradores de outras cidades que procuram atendimento em Petrópolis justamente por conta da dificuldade enfrentada em municípios próximos”, disse Bernardo Rossi.

As dívidas pagas e os parcelamentos também foram apresentados ao governador: desde 2017 o município já pagou R$ 81 milhões em dívidas e parcelou R$ 258 milhões de uma dívida de R$ 766 milhões.

“Também recuperamos verbas para 23 obras, chegando a um montante de R$ 134 milhões”, apontou Bernardo Rossi. O prefeito também falou com o governador sobre a política habitacional do município que vem crescendo a cada ano: atualmente estão sendo construídos 766 imóveis no Vicenzo Rivetti, 144 na Posse e outras 1.028 serão construídas ainda no Caetitu, Benfica, Mosela e Cuiabá.

Imprimir uma boa gestão sanando as contas públicas, equilibrar a economia e investir em serviços à população também foram pontuados por Bernardo Rossi acrescentando que as melhorias também incentivaram outros setores como o turismo. “Um calendário diferenciado de eventos é um destaque na cidade que recebe 2 milhões de turistas por ano, um setor que injeta mais de 400 milhões na economia”, acrescentou Bernardo Rossi.

 

Auxilio do Estado: atraso no repasse de verbas das UPAs e verbas para obras do PAC

Durante o encontro, Bernardo Rossi salientou a importância das verbas do governo do Estado para Petrópolis. “As UPAs estão em pleno funcionamento graças à administração do município, mas é necessário que o Estado nos auxilie”, frisou.

Bernardo Rossi também pontuou a necessidade de recuperação de estradas estaduais: União e Indústria (Pedro do Rio x Posse) BR-492 (Paty de Alferes) e BR-495 (Teresópolis);

“Também estamos apresentando pedido para retomada da Academia de Bombeiros no Fazenda Inglesa e aumento do efetivo da PM na cidade, com nosso Batalhão voltando a sediar cursos de formação de oficiais”, afirma Bernardo Rossi.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis