SEST SENAT

As vagas são destinadas para profissionais com vínculo empregatício em empresas de Transporte Coletivo de Passageiros que queiram se qualificar para atuarem como motoristas. Custos com a qualificação e com a mudança de categoria da CNH serão bancados pelo SEST SENAT

O SEST SENAT publicou, nesta terça-feira (5), em seu site oficial, o edital para o Projeto Qualificação Profissional no Transporte Coletivo de Passageiros. São oferecidas 9 mil vagas, em 46 Unidades do SEST SENAT, para Cobradores de Ônibus com vínculo empregatício em empresas de Transporte Coletivo de Passageiros em todas as regiões do país. Vale ressaltar que o treinamento e todo o processo de mudança da categoria da CNH serão totalmente gratuitos para o profissional e para as empresas.

A iniciativa capacitará os trabalhadores para que possam atuar como motoristas profissionais por meio da mudança da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) da categoria B para a D. Eles também terão que fazer o curso “Especializado para Condutores de Veículos de Transporte Coletivo de Passageiros” (Resolução nº 168/2004 do Contran) – que é necessário para o exercício da profissão de motorista do transporte coletivo de passageiros e também o curso de “Aperfeiçoamento de Motorista para o Transporte de Passageiros”, realizado com prática no Simulador de Direção do SEST SENAT.

Como participar?
Para participar da iniciativa, é fundamental ler o edital. O documento informa todos os requisitos e procedimentos necessários. Todas as informações estão disponíveis na página do projeto Qualificação Profissional para Cobrador no Transporte Coletivo de Passageiros. Clique aqui para acessar. As inscrições estarão abertas a partir do dia 19 de fevereiro.

Entre as exigências estão as seguintes: o candidato deverá comprovar vínculo empregatício na função de cobrador de ônibus; possuir CPF; e enquadrar-se nas regras do Contran quanto aos requisitos de tempo de CNH para realizar a mudança de categoria.

Além disso, a regularidade do cadastro da empresa junto ao SEST SENAT é imprescindível. A empresa onde o candidato trabalha deve ter como atividade econômica principal o transporte e atuar no transporte coletivo urbano de passageiros.

“O avanço tecnológico vem trazendo grandes desafios para os trabalhadores, especialmente para aqueles do setor de transporte, área que está passando por uma verdadeira revolução, nos últimos anos. O SEST SENAT investe pesadamente em atualização profissionais e em requalificação, como é o caso dos cobradores.

Temos diversos programas de treinamento e mais de 600 cursos organizados para qualificar e ampliar a empregabilidade dos trabalhadores do transporte”, diz a diretora executiva do SEST SENAT, Nicole Goulart.

Profissão em extinção
Diversas cidades brasileiras, como Belo Horizonte, Recife e Santos já extinguiram a função de cobrador no transporte público sinalizando uma tendência nacional.

Um estudo inédito feito pelo Laboratório de Aprendizado de Máquina em Finanças e Organizações da Universidade de Brasília (UnB) mostrou que a profissão de Cobrador de Transporte público está entre as três profissões brasileiras com mais risco de acabar.

O Estudo, publicado em janeiro, indica que 54% dos empregos formais do país poderão ser ocupados por robôs e programas de computador até 2026. Essa porcentagem representa cerca de 30 milhões de vagas.

“A tecnologia leva à extinção de algumas profissões, mas, ao mesmo tempo, cria novas oportunidades. Nesse cenário, em vez de perder, o trabalhador qualificado ganha. É isso que o SEST SENAT está oferecendo aos cobradores que terão oportunidade de subir na carreira, passando a motoristas de ônibus coletivos”, completou a diretora executiva do SEST SENAT.

Veja as Unidade participantes e o número de vagas:

  UNIDADE UF VAGAS
1 Maceió AL 48
2 Manaus AM 253
3 Feira de Santana BA 100
4 Simões Filho BA 500
5 Crato CE 30
6 Fortaleza CE 340
7 Brasília DF 300
8 Cachoeiro do Itapemirim ES 150
9 Cariacica ES 350
10 Colatina ES 160
11 Luziânia GO 200
12 São Luís MA 400
13 Belo Horizonte/Jardim Vitória MG 126
14 Belo Horizonte/Serra Verde MG 500
15 Contagem MG 150
16 Juiz de Fora MG 250
17 Montes Claros MG 100
18 Patos de Minas MG 30
19 Pouso Alegre MG 85
20 Vale do Aço MG 70
21 Belém PA 150
22 João Pessoa PB 80
23 Cabo de Stº Agostinho PE 80
24 Teresina PI 250
25 Curitiba PR 378
26 Foz do Iguaçu PR 100
27 Barra Mansa RJ 100
28 Campos dos Goytacazes RJ 100
29 Rio de Janeiro/Deodoro RJ 61
30 Natal RN 100
31 Carazinho RS 50
32 Caxias do Sul RS 125
33 Passo Fundo RS 125
34 Pelotas RS 125
35 Porto Alegre RS 125
36 Santa Maria RS 125
37 Santa Rosa RS 30
38 Lages SC 100
39 Blumenau SC 70
40 Florianópolis SC 200
41 Guarulhos SP 500
42 Jacareí SP 100
43 São Paulo/Vila Jaguara SP 299
44 Santo André SP 100
45 Taubaté SP 50
46 São Paulo/Parque Novo Mundo SP 300

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação