tn_A linha OLAPLEX é mundialmente conhecida para a recuperação dos fios quimicamente danificado e que são expostos a descoloração

 Além do diagnóstico e tratamento de doenças capilares, o instituto oferece transplante, próteses capilares e tratamentos estéticos.

 

O Instituto de Dermatologia Capilar, que funciona desde dezembro em Itaipava, está fazendo sucesso não apenas na região e adjacências, mas atraindo também pacientes vindos de cidades vizinhas, como Teresópolis, Três Rios e Juiz de Fora. O IDC é especializado em tricologia, uma área da Dermatologia que estuda e encontra soluções para diversos distúrbios capilares que alteram a estrutura e o aspecto do cabelo, como queda e quebra dos fios, caspa, infecções e problemas no couro cabeludo.

 

tn_Dra Regina e Dra Cassia apostaram na criação do IDC em PetrópolisDra Regina e Dra Cassia apostaram na criação do IDC em Petrópolis

 

Além de ser o primeiro da região a oferecer aos pacientes serviços de excelência, com médicos extremamente bem formados e preparados, ferramentas diagnósticas e terapêuticas para resolver os problemas que envolvem cabelos e pelos corporais, a clínica conta com um técnico formado em tricologia, Guilherme Souza, responsável pelos tratamentos cosméticos dos fios de cabelo danificados por processos químicos (alisamentos e luzes).

 

IFO cabeleleiro e especialista e técnico em tricologia Guilherme Souza
faz parte da equipe do IDC em Itaipava

 

Guilherme Souza, que é petropolitano, é formado pela Academia Brasileira de Tricologia e está entusiasmado com o trabalho que vem desenvolvendo no IDC. “Aqui utilizamos nos tratamentos produtos da linha italiana Davines e da linha americana Olaplex, considerados mundialmente produtos de excelência em restauração capilar. Somos os primeiros em toda a região a oferecer tratamentos com estes produtos e os resultados são realmente incríveis”, contou Guilherme.

Dra. Regina Barbosa, dermatologista e sócia do IDC, explica que a clínica possui um protocolo personalizado para abordagem do couro cabeludo oleoso, um problema enfrentado hoje em dia por homens e mulheres.

“Também estamos trazendo um novo conceito em próteses capilares. Essas próteses possuem um aspecto muito natural e por serem coladas no couro cabeludo, permitem que o paciente mergulhe na piscina e possa frequentar a praia, diminuindo o impacto social das alopécias (perda de cabelos)”, conta a médica.

 

tn_DRA HAZEL FISCHDICK - cirurgiã plática também faz parte da equipe do IDCDRA HAZEL FISCHDICK – cirurgiã plática também faz parte da equipe do IDC

 

As próteses capilares, com fios naturais, são importadas e podem ser parciais (para perdas localizadas de fios de cabelos) ou totais (em pacientes submetidos à quimioterapia ou portadores de alopécia generalizada por alguma patologia).

Vale ressaltar que no IDC, os pacientes que já possuem próteses também podem fazer manutenção das mesmas.  “Esse cuidado é fundamental para que elas permaneçam com aparência natural e também para o couro cabeludo”, completa a Dra. Cássia Coelho, também dermatologista e sócia do IDC.

Segundos as médicas, dois outros tratamentos bastante procurados na clínica nos últimos meses são os oferecidos para quem tem cabelos cacheados e está parando de alisar (transição capilar) e para pacientes que estão assumindo os brancos e parando de pintar seus cabelos.

O Instituto de Dermatologia Capilar (IDC) fica na Estrada União e Indústria, N° 10.337, 1° andar / sala 122 e 123, em Itaipava. Os agendamentos de consultas e tratamentos podem ser feitos pelo telefone (24) 99269-8218.

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação