tn_Ascom PMP

Migração do serviço de curativos para as Unidades Básicas de Saúde e Centros de Saúde garante qualificação no atendimento

Há cinco meses sendo referência para a realização de curativos, as oito Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município e os Centros de Saúde do Itamarati e do Centro realizam mais oito mil atendimentos ao mês. Além de contar com equipes especializadas, as unidades estão equipadas com materiais avançados para o tratamento específico de cada caso. Diariamente, das 8h às 17h, são feitos atendimento de livre demanda e os pacientes recebem o acompanhamento necessário para o cuidado das lesões.

Desde agosto de 2018 foi iniciada a migração do serviço, antes concentrado no Pronto Socorro Leônidas Sampaio, no Alto da Serra para as unidades de saúde. O objetivo foi dar maior qualificação ao trabalho, além de ampliar o território de atuação facilitando o acesso dos pacientes. “As unidades de saúde passaram a oferecer atendimento direcionado aos pacientes que hoje contam com melhor estrutura e qualidade no serviço prestado”, destaca o Prefeito Bernardo Rossi, que para realizar a migração do atendimento de curativos para as UBSs focou no aprimoramento das equipes, visando maior qualificação na escolha dos profissionais e dos materiais usados nos procedimentos.

A descentralização do serviço pelas unidades, tem possibilitado a identificação de materiais de melhor qualidade para atender as necessidades dos pacientes atendidos. A partir do quadro clínico, a equipe avalia o produto adequado para que haja maior eficácia na recuperação das lesões. “O atendimento é bem direcionado e temos conhecido a demanda de cada região. A migração do atendimento de curativos para as unidades de saúde possibilitou maior qualificação e principalmente, a humanização dos tratamentos. Hoje contamos com materiais de primeira linha, mais modernos, nunca antes fornecidos na rede pública”, destaca a secretária Fabíola Heck. A distribuição dos materiais necessários em cada UBS e nos Centros de Saúde é feita pelo Núcleo de Assistência Farmacêutica, que acompanha a demanda das unidades.

O Centro de Saúde do Itamarati e do Centro estão entre os que têm maior registro de atendimentos. Diariamente cerca de 20 pacientes são avaliados no Centro, e no Itamarati, cerca de 12 pacientes recebem os curativos. “Temos hoje materiais de qualidade, com cobertura mais específicas para cada tipo de lesão, algumas com maior durabilidade. O tratamento das feridas segue uma avalição da característica da lesão, que vai indicar cuidados diferenciados”, destaca a enfermeira do Centro da Saúde do Itamarati, Grazielle Stambassi.

 

Coordenadoria de Comunicação Social

Prefeitura de Petrópolis