Como organizar as contas neste início de anoPara ter um 2019 melhor e com as finanças devidamente organizadas, comece agora a colocar no papel as despesas que possui e passe a controlá-las bem de perto e de forma frequente

Janeiro bateu a porta com um monte de boletos para pagar? Além das despesas básicas do mês, o período ainda traz algumas contas extras, como: IPTU, IPVA, matrícula e material escolar e, ainda, a fatura do cartão de crédito que, devido aos gastos com as festas de final de ano, costuma ser um pouco mais alta que as demais. E sem um planejamento financeiro, as chances de começar o ano endividado e entrar em um círculo vicioso são enormes.

De acordo com o Professor Carlos Afonso, autor do livro Organize suas Finanças e Saia do Vermelho, o ideal é reservar parte do 13º salário para fazer frente a esses compromissos de início de ano. “Por outro lado, se a pessoa se preocupa de onde vai tirar dinheiro para honrar com os compromissos que possui, está mais do que na hora dela mudar esse cenário e aprender a controlar as finanças pessoais a “ferro e fogo”, e assim, evitar que problemas financeiros sejam uma constante durante o novo ano”, apontou Professor Carlos, que além de educador financeiro, é contabilista e administrador.  

Então, como controlar as contas? A resposta é simples. “Assumir o controle total das despesas. Para isso é fundamental adaptar-se a uma planilha eletrônica ou aplicativos ou, até mesmo, papel e caneta. O importante é ter anotado devidamente todas as despesas individuais e da família”, explicou o Professor Carlos, afirmando que sem uma organização mínima não é possível ter uma radiografia da saúde financeira do indivíduo.

Todo cidadão está cansado de saber que as despesas devem caber dentro das receitas. É impossível gastar mais do que se recebe. Em português claro, o valor proveniente de salário, renda ou pró-labore tem que ser suficiente para cobrir as contas e sobrar um excedente para as emergências.

Os números não fecham? Faz-se necessário um olhar apurado sobre os gastos para eliminar ou reduzir este índice, a fim de que as contas voltem ao azul rapidamente. “Sem este trabalho, as contas continuarão no negativo mês após mês, e os problemas só tendem a se agravar”, alertou o educador financeiro.

Seja em 2019, como nos anos seguintes… Para viver dias financeiramente tranquilos é fundamental projetar os gastos para os próximos meses, lembrando que todo início de ano haverá gastos esporádicos, mas bastante significativos em termos de valor (e é preciso estar devidamente preparado para eles). “Projete as despesas e receitas para um período de, no mínimo, 12 meses. Reforço o que já mencionei antes: o processo de acompanhamento é indispensável para saber se está no caminho certo. Se a meta é chegar ao final de 2019 melhor do que se começou, então, é hora de arregaçar as mangas e se preparar, tomando as rédeas das finanças”, encerrou Professor Carlos Afonso.

 O Professor Carlos Afonso orienta como conviver bem as contas em 2019O Professor Carlos Afonso orienta como conviver bem as contas em 2019

Sobre o Livro Organize suas finanças e saia do vermelho

De leitura fácil e rápida compreensão, o livro Organize suas finanças e saia do vermelho foi lançado em agosto de 2017, pelo especialista em finanças, Professor Carlos Afonso, que é administrador, contabilista e sócio-diretor do Grupo MCR.

O autor traz conceitos fundamentais para uma boa educação financeira, a fim de evitar que as pessoas adquiram o endividamento financeiro ou, se a dívida já existe, há dicas de como sair dela. Além disso, a obra ensina o leitor a pensar no futuro e, de maneira confortável, fazer o seu “pé de meia”.

“Organize suas finanças e saia do vermelho” traz uma luz sobre esse importante assunto e que afeta a vida de qualquer pessoa desde o nascimento até o último suspiro. Relacionar-se bem com o dinheiro garante sustentabilidade financeira e uma vida melhor livre de privações. (http://www.livrosaiadovermelho.com.br/)

Fonte: Divulgação
Liberdade de Ideias