tn_Placa Proibido jogar entulho - Corrêas

 

A Comdep fez a instalação de 41 placas sobre a proibição do descarte irregular de entulho sobre ruas e calçadas na cidade. Este ano, as peças já foram colocadas em 17 pontos diferentes da cidade. Nesta quinta (13.12), por exemplo, o trabalho ocorreu na comunidade do Montese, na Estrada da Saudade, e na Rua Otto Reymarus, no Morin. Essa é mais uma tentativa de impedir o despejo irregular de restos de obras, mato, móveis e eletrodomésticos.

 

 

tn_Placa Proibido jogar entulho - Otto Reymarus

Esse ano, até novembro, 61,5 mil toneladas de entulho foram levadas pela Comdep para o aterro de Pedro do Rio. No Montese, por exemplo, foram removidas cerca de 10 toneladas de entulho no local onde houve a instalação da placa na manhã desta quinta. Em 2018, o serviço ocorreu em 22 oportunidades. Já na Otto Reymarus, a remoção de entulho feira feita pelo menos 12 vezes.

“A cidade trabalha de forma intensa para a remoção de entulho. São duas frentes de atuação, um com a Comdep e outra com a Secretaria de Serviços, coordenando o que é feito pela Força Ambiental. Paralelo a isso, estão sendo tomadas medidas de conscientização da população para não fazer o descarte irregular. A placa é uma delas”, ressalta o prefeito Bernardo Rossi.

As placas são feitas com uma chapa de metal presa em uma estaca de madeira. Nelas são colocadas as informações sobre a proibição do descarte de entulho em ruas e calçadas, o valor da multa imposta a quem desrespeita o que determina o Código de Posturas (R$ 800), o contato da Comdep para denúncias sobre a irregularidade (2292-9500) e ainda o telefone do Disque Entulho (2243-7822).

“O caminho correto para o descarte do entulho é levar para o aterro de Pedro do Rio. Quem tem dificuldade, tem um serviço gratuito para isso, que é o Disque Entulho. Qualquer pessoa pode ligar e agendar o recolhimento em casa. A coleta é de até 20 sacos de 25 kg. Ou seja, a população tem formas de fazer o descarte da maneira como determina a legislação do município”, destaca o presidente da Comdep, Wagner Silva. O serviço tem rotas fixas de segunda a sexta, mas moradores de outros locais também podem solicitar atendimento, que será realizado de acordo com a disponibilidade.

As placas já foram colocadas em locais como Samambaia, Corrêas, Estrada da Saudade, Bataillard, Retiro, Centro, Quarteirão Ingelheim, Itamarati, Mosela, Pedras Brancas, Bingen, 24 de Maio, Sargento Boening, Ponte de Ferro e Rua São Paulo (Quitandinha). Outras serão instaladas em Vila Felipe, Valparaíso, Quitandinha, Itaipava e Posse nas próximas semanas. Os locais onde são instaladas são fruto de solicitação de moradores ou então definidos pela própria Comdep onde o descarte irregular é constante.

Desde o ano passado, a Comdep vem buscando medidas que ajudem a coibir a irregularidade. A empresa já instalou canteiros de jardim em locais como Siméria, Vila Militar, Quarteirão Brasileiro, Rua Espírito Santo (Quitandinha), Corrêas e Rua Fabrício de Mattos. Outra forma de coibir a prática é a instalação de telas para isolar alguns locais onde o despejo é frequente, como na João Xavier (Duarte da Silveira), no Pedras Brancas (Mosela) e no Sargento Boening (Castelânea).

 

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis