Caminhoneiros podem fazer nova greve por tabela de frete

Lideranças afirmam que governo não está fiscalizando o cumprimento da lei do frete mínimo, criada para encerrar a paralisação de maio

Caminhoneiros podem fazer uma nova paralisação a qualquer momento, segundo informações do site da “Veja”. Segundo líderes da categoria, o motivo é a falta de fiscalização e multas contra empresas que descumprem a tabela do frete mínimo.

A lei do frete mínimo foi uma das reivindicações dos caminhoneiros aprovada pelo governo Michel Temer para encerrar a greve que parou o Brasil por 11 dias em maio deste ano. No entanto, várias entidades de representação da agricultura e indústria reagiram contra o tabelamento e foram ao Supremo Tribunal Federal para derrubar a medida.

+ Linha 2-Verde do Metrô fica paralisada por falta de energia em SP

Ivar Luiz Schmidt, representante do Comando Nacional do Transporte (CNT), disse à “Veja” que o governo não está cumprindo com a promessa: “Estão todos [os caminhoneiros] revoltados. A questão do piso mínimo foi só uma jogada pra parar a greve. Ninguém está cumprindo e o governo não fiscaliza e tampouco multa. Não existe data. Pode acontecer a qualquer momento e em qualquer lugar”.

“Nenhuma outra solução será tão eficaz e definitiva quanto essa. A lei já existe, já está sancionada e publicada. Basta o governo fazer cumprir”, declarou o representante do CNT.

Fonte: Notícias ao Minuto