images

 Objetivo da ação é facilitar a locomoção das pessoas na região afetada pela interdição do viaduto. Sistema de bike sharing paulistano teve aumento de uso de 50% nesta quarta, 21

São Paulo ganhará mais 500 bicicletas do Bike Sampa a partir de hoje, 22.  A iniciativa acontece para suprir a maior demanda constatada na última quarta, 21, com o aumento de uso em 50% nas estações do entorno da Marginal Pinheiros, linhas Lilás e Amarela do Metrô e Esmeralda da CPTM, região afetada pela interdição do viaduto que cedeu na madrugada da última quinta-feira.

Patrocinado pelo Itaú Unibanco em parceria com a Prefeitura de São Paulo e operado pela Tembici, o Bike Sampa contará também com promotores nas principais estações da região distribuindo vouchers de 50% de desconto para planos anuais para os já cadastrados no sistema e de planos diários gratuitos para novos usuários.

“Ontem observamos uma mesma tendência quando aconteceu a paralisação dos caminhoneiros, em maio: o paulistano procurou outras opções de transporte, entre elas a bicicleta compartilhada”, afirma Luciana Nicola, superintendente de Relações Institucionais do Itaú Unibanco.

“Para facilitar os deslocamentos das pessoas, estamos disponibilizando mais bicicletas nas estações da região afetada, além de um maior efetivo humano de operação e logística”, complementa Tomás Martins, CEO da Tembici.

Para aqueles que não são usuários do programa e quiser ter acesso às bicicletas, basta se cadastrar pelo site (www.bikeitau.com.br) ou no aplicativo Bike Itaú, selecionando o Bike Sampa, e ainda nos terminais de autoatendimento.

As regras para uso do sistema são as mesmas: não há limitação no número de empréstimos que podem ser realizados, desde que cada período não ultrapasse uma hora de duração, com intervalo de 15 minutos entre uma utilização e outra. Em caso de descumprimento dessas diretrizes será cobrada multa de R$ 5 por hora.

O Itaú e o apoio à causa da mobilidade urbana

O projeto, iniciado em 2011, está alinhado ao propósito do Itaú de estimular o poder de transformação das pessoas e contempla a Mobilidade Urbana como uma das causas do banco, ao lado de Educação, Cultura e Esporte. Atualmente, o Itaú mantém cerca de 7,3 mil bicicletas, somando 20 milhões de viagens e contribuindo para a melhoria dos deslocamentos no Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), além de cidades em Pernambuco, como Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, e também em Santiago, no Chile.

Sobre a Tembici

A Tembici. é a empresa líder no mercado de bicicletas compartilhadas na América Latina. Responsável pelo planejamento, implantação e operação de sistemas de bicicletas compartilhadas em 18 cidades no Brasil, além de atuação no Chile e na Argentina.  A empresa também desenvolve projetos de infraestrutura e gestão de estacionamentos de bicicletas e ciclofaixas, totalizando 34 projetos que fazem parte do cotidiano de 3,5 milhões de usuário de Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, entre outras. Atualmente, a startup conta com mais de 500 colaboradores que cuidam para que as mais de 1 milhão de viagens  por mês sejam uma experiência excelente de transporte pelas cidades.

Em 9 de julho, a Tembici adquiriu a Bike Santiago, no Chile, ampliando a sua atuação para além do território brasileiro, marcando presença agora também em mais uma cidade da América Latina: em Buenos Aires, Argentina.

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação