defesa-civil1

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias registrou duas ocorrências por conta do acumulado de chuva na madrugada desta quinta-feira (08.11). No Atílio Marotti, parte da rua cedeu por conta do acumulado de mais de 12 horas de chuvas incessante no município – o dobro do esperado. A via está interditada no momento e equipes da Defesa Civil, Obras, CPTrans e Guarda Civil estão no local orientando os moradores. A prioridade é a segurança das famílias. As aulas da E.M. Nossa Senhora do Carmo foram suspensas. No Siméria, houve um deslizamento de terra nos fundos de uma casa, que não atingiu o imóvel. Não houve vítimas em nenhum dos casos.

 

Nas últimas 24 horas, o maior índice pluviométrico acumulado está registrado no Independência, onde choveu 120 milímetros. No Duques, foram registrados 117 milímetros e, na Av. Barão do Rio Branco, são 46,75 em 24h e 63,5, considerando as últimas 96 horas. Na Coronel Veiga, houve transbordamento do rio Quitandinha por cerca de 10 minutos durante a madrugada. A Defesa Civil permanece em estágio de atenção, já que a chuva é continua em algumas regiões da cidade e existe previsão de chuva permanente ao longo do dia. A orientação da Defesa Civil é para que a população redobre a atenção em função do acumulado que deixa o solo encharcado.

 

“O Rio registrou em 24h o que era esperado para o mês de novembro inteiro e como continua com a previsão de chuvas, nossas equipes estão de prontidão para realizar os atendimentos. Temos 55 agentes que estão de plantão 24h. Os moradores devem ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência”, afirma o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

 

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis