tn_Limpeza de Bueiros Bataillard (5)

Programa “Rio Limpo” foi reiniciado no Piabanha, próximo ao Palácio de Cristal, e a desobstrução de ralos foi feita no Bataillard

Trabalho ocorre de forma preventiva ao período de chuvas de verão

 

A prefeitura iniciou nesta segunda-feira (15.10) o programa Rio Limpo 2018, promovendo a dragagem do Piabanha próximo ao Palácio de Cristal. O trabalho integra as ações para minimizar os efeitos da chuva na cidade, antecipando o lançamento do Plano Verão. Outro serviço realizado com esse objetivo é a limpeza e desobstrução de bueiros, que está sendo realizada em toda a cidade e que nesta segunda-feira esteve concentrada em ruas do Bataillard, na Mosela.

O Rio Limpo teve início no ano passado, com máquinas e caminhões da Secretaria de Obras, da Comdep e da Águas do Imperador retirando sedimentos do curso do rio que possa atrapalhar a passagem da água e gerar alagamentos. No último verão, foram retiradas cinco mil toneladas de areia, pedras, mato e lixo do Piabanha, Palatinato e Quitandinha em locais como Centro, Mosela, Cel. Veiga e Ponte Fones. O trabalho foi autorizado pelo Inea, que também realizou o serviço em Corrêas, Bonsucesso e Nogueira.

“A cidade precisa estar preparada para enfrentar o período de chuva e essas ações de dragagem de rios e limpeza de bueiro vem exatamente nesse sentido. O período de chuva mais forte é no verão e esse momento agora é fundamental para esses trabalhos preventivos, que farão uma grande diferença”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

Em novembro do ano passado, a dragagem teve início também no mesmo ponto. Ao longo de toda Alfredo Pachá e Padre Siqueira, foram retiradas mais mil toneladas de sedimentos. A ação do vento e a própria água do rio acabam arrastando mais material, o que deixou o local novamente assoreado. Por isso, o reinício dos trabalhos ocorre justamente no Palácio de Cristal. Um trator de esteira empurrou o material até a margem do rio, que foi removido por uma retroescavadeira. Dois caminhões fizeram o transporte para o aterro de Pedro do Rio.

“Esse local voltou a ficar assoreado por ação da própria natureza, da força do vento e da própria água. Por isso, o trabalho está sendo feito mais uma vez nesse mesmo local, mas irá passar novamente por Bingen, Cel. Veiga e outros locais”, explica o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.

O trabalho chamou a atenção do engenheiro mecânico, Sérgio Cardoso, ao lado da esposa, a engenheira de produção, Hellen Rodrigues, que visita a cidade frequentemente e reconhece a importância desse serviço em um município que sofre com a chuva constantemente.

“Eu já passei por dias de chuva em Petrópolis, mas nada tão grave. Acho que a dragagem é um sinal de cuidado com a cidade maior do que qualquer tipo de ação de conservação, por exemplo, de jardins ou praças. Isso mostra a preocupação que a prefeitura tem com essa questão e acho que todo mundo tem que ter esse reconhecimento”, afirmou o turista.

O trabalho com máquinas amplia o serviço que já é feito durante todo o ano pela Comdep, que mantém uma equipe de trabalho para retirada manual de terra, mato e lixo do leito dos rios. Só esse ano, a Companhia já passou em diferentes pontos do Rio Quitandinha nas ruas Cardoso Fontes, Cristóvão Colombo e Saldanha Marinho (Castelânea), General Rondon (Quitandinha), Coronel Veiga e Washington Luiz (Centro), do Rio Piabanha, na Rua Antero Silva (Esperança) e Av. Barão do Rio Branco (Centro), e Palatinato, na Rua Souza Franco (Centro).

 

Limpeza de bueiros continua

Outro trabalho que vem ocorrendo na cidade é a limpeza e desobstrução de bueiros, que é feito tanto de forma manual quanto com auxílio de um caminhão sugador. Nesta segunda (15.10), as ruas Bataillard, Luiz Gonzaga de Souza e João Martins de Barros, no Bataillard (Mosela), foram atendidos por três equipes.

Morador e comerciante do Bataillard, Darcy Correa de Melo diz que os trabalhos de limpeza ocorrem frequentemente no bairro. “Eles fizeram a limpeza dos ralos há menos de três meses aqui e já estão voltando hoje. Também estão sempre fazendo a limpeza, fazendo a capina, que é muito importante para o bairro”, acredita.

Locais como ruas Eugênio Werneck (Morin), Frederico Noel, Vila São José (Bingen), Rocha Miranda, André Lepsch (Quarteirão Ingelheim), Carolina Justen, Itália (Vila Militar), Coriolano Bastos (Comunidade Oswaldo Cruz), Guilherme Wilbert, Michael Salomani (Mosela), Goytacazes (Chácara Flora), Rua do Imperador, Souza Franco, Imperatriz eKoeler (Centro) receberam o serviço nas últimas semanas.

A programação dessa semana inclui ruas de Quarteirão Brasileiro, Bairro Castrioto, Estrada da Saudade, Quissamã, Quitandinha, Castelânea e Centro.

“Em casos mais simples, onde é necessário apenas a retirada de mato, terra e lixo da tampa do bueiro, o serviço é feito pelas equipes de trabalho manual, com pás e enxadas. Se for constatado uma obstrução maior nos ralos, é usado um caminhão que desbloqueia a passagem da água, para evitar que ocorram alagamentos”, fala o secretário de Obras.

 


Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis