Corregedoria prende suspeito de ter matado sargento em assalto no Rio

O ataque ao sargento aconteceu na Rua Orestes Colombari, no Jardim Raposo Tavares, no dia 27 de maio deste ano

A Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo prendeu nesta terça-feira (3) um dos suspeitos de ter assassinado o sargento Ricardo Sunao Kamada, crime cometido em 27 de maio. A prisão ocorreu na comunidade Nova Esperança, na zona oeste da capital, após a Justiça ter expedido mandado de prisão temporária. Hygor Camargo Pereira da Silva foi encontrado com dezenas de tabletes de drogas, que foram apreendidos pela polícia.

O ataque ao sargento aconteceu na Rua Orestes Colombari, no Jardim Raposo Tavares. O policial iria assistir a um culto quando, no início da noite, foi abordado por três criminosos que tentaram roubar a sua moto. O PM reagiu e houve tiroteio, que terminou com o policial e um dos suspeitos feridos. O sargento chegou a ser socorrido, mas morreu cinco dias depois no Hospital das Clínicas.

O adolescente apreendido na data do crime confessou envolvimento no caso e disse que agiu em companhia de Hygor, preso nesta terça, e Brendon Santos de Souza, que não foi encontrado. A investigação ocorreu com apoio dos agentes do 75.º Distrito Policial (Jardim Arpoador), onde foi instaurando inquérito para apurar o crime de latrocínio. Com informações do Estadão Conteúdo.