tn_Petrópolis terá ações na 20ª Semana Nacional de Prevenção às Drogas

Programação terá início na terça-feira (19.06) com palestras, oficinas e ações desenvolvidas dentro de escolas

 

Petrópolis vai ter ações na 20ª Semana Nacional de Prevenção às Drogas, com início na próxima terça-feira (19). Estão previstas palestras, workshops, ações visando a prevenção em escolas, apresentação dos trabalhos do Centro de Atenção Psicossocial em Álcool e Drogas (CAPS AD III) e atividades em praças públicas. A Semana é organizada pela Secretaria de Saúde, por meio da Coordenadoria de Políticas sobre Drogas, com o apoio da Coordenadoria da Juventude, da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD) e da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (ABEAD).

“É importante que tenhamos debates e que a sociedade se envolva para que possamos desenvolver as políticas necessárias para esta prevenção. A Semana Nacional de Políticas sobre Drogas é uma ótima oportunidade para isso. No fim de abril, tivemos a II Conferência Municipal de Políticas sobre Drogas, que levou mais de 200 pessoas ao auditório da FASE. Isso demonstra que a população que participar das discussões em torno das políticas públicas direcionadas para a prevenção do uso e abuso de álcool e outras drogas”, destaca o secretário de Saúde, Silmar Fortes.

No dia 19, a abertura da 20ª Semana Nacional de Prevenção às Drogas, em Petrópolis, será com a palestra ministrada pelo secretário Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), Humberto de Azevedo, e pela presidente da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (ABEAD), Sabrina Presman. O tema vai ser a Política Nacional sobre Drogas e o encontro acontece às 18h no auditório da Faculdade Arthur Sá Earp (FASE).

“Nossa ideia com esta palestra é levar à sociedade as informações atualizadas sobre a política nacional sobre drogas, com suas alterações e justificativas pelas quais foram necessárias às devidas revisões. Vamos esclarecer sobre a Política de Redução de Danos e implantação, por convênios cadastrados, de acordo com a PNAD para comunidades terapêuticas”, explica coordenadora de Políticas sobre Drogas e presidente do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, Leandra Iglesias.

A 20ª Semana Nacional de Prevenção às Drogas terá sequência nos dias 20 e 21 com Encontro na Escola, no Colégio Bom Jesus São José. Serão realizados workshops com alunos do oitavo ano do ensino fundamental ao segundo do ensino médio. Mais de 200 alunos devem participar dos dois dias de atividades.

No dia 22, acontece a palestra com a Dra. Analice Gigliotti, no auditório da Faculdade Arthur Sá Earp (FMP/FASE). Mestre em Psiquiatria pela Universidade Federal de São Paulo, Analice é chefe do Setor de Dependências Químicas e Comportamentais do Serviço de Psiquiatria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro e vai falar sobre os mitos inseridos no meio da discussão em torno da liberação da maconha.

“A dra. Analice Gigliotti é psiquiatra especializada em dependência química e com longa experiência em debates sobre os estudos, mitos e verdades sobre a maconha. Vai tratar das ações atuais no Brasil, enfatizando sempre a importância do debate com os jovens e sociedade em geral”, disse Leandra.

Estão previstas, ainda, ações sociais para destacar os trabalhos desenvolvidos pelo Centro de Atenção Psicossocial em Álcool e Drogas (CAPS AD III). As ações vão acontecer nos dias 23, na Praça Dom Pedro, das 10 às 19h; e no dia 24, na Praça da Liberdade, das 9 às 14h. No dia 25, haverá ações das oficinas e grupos terapêuticos no CAPS AD III, das 9 às 17h, e assembleia dos pacientes e familiares, às 14h. O Encerramento, no dia 26, fica por conta da palestra Contribuições da Neurociência da Dependência Química. O encontro será ministrado pelo diretor geral científico da Associação Brasileira de Álcool e Drogas, Dr. José Mauro Braz Lima e acontece no CAPS AD, às 18h.

“Ele é pioneiro nos estudos da alcoologia no Brasil e tem trazido fortes contribuições para os estudos sobre a neuroquímica do cérebro e o uso, abuso e dependência de substâncias psicoativas”, completou a coordenadora de Políticas sobre Drogas.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis