tn_Recepcionistas dos CITs participam de capacitação turística

Todos os recepcionistas dos Centros de Informação Turística (CITs) de Petrópolis participaram do último dia de treinamento da décima edição do Curso de Atualização para Guias de Turismo, promovido pelo Museu Imperial, nesta quarta-feira (16.05). Os agentes – que estão diretamente ligados aos turistas que chegam à cidade – puderam conhecer melhor alguns dos principais atrativos que o município oferece, visitando pontos turísticos, como a Catedral São Pedro de Alcântara, Palácio Rio Negro, Museu Casa de Santos Dumont, e ainda participando de palestras sobre os circuitos oferecidos, como cervejeiro, de compras, religioso, ecológico, entre outros.

Só ano passado, os cinco CTIs da cidade – Quitandinha, Praça da Liberdade, Palácio de Cristal, Bingen e Itaipava – atenderam 35.441 mil turistas, entre eles 3.201mil estrangeiros de países como Argentina, França, Inglaterra, Portugal, entre outros. “Os recepcionistas são o primeiro contato do turista com a cidade. É muito importante que eles estejam em constante capacitação e que recebam o visitante com o máximo de informação possível. Assim, as pessoas já chegam e se sentem bem recebidas em Petrópolis”, destaca a diretora de turismo e eventos da Turispetro, Camila Thees.

Todo o curso, que fez parte da Semana de Museus, teve duração de três dias e foi destinado aos profissionais que possuem cadastro no Cadastur do Ministério do Turismo e tinham interesse em conhecer Petrópolis de forma ampla para fornecer um atendimento de qualidade aos turistas que visitam a cidade. Por trabalharem diretamente com os visitantes, os recepcionistas também foram convidados a participarem do treinamento. Para Marcela Calcia, recepcionista do CIT de Itaipava, mesmo para os agentes que moram na cidade, foi uma surpresa a quantidade de informação nova que receberam.

“Fomos à Catedral, por exemplo, que todos nós já conhecemos, mas fomos recebidos por Dom Gregório Paixão (bispo da cidade), que nos contou toda a história, cada detalhe. Subimos até na torre do sino e foi muito emocionante. O Palácio Rio Negro também foi outra surpresa, ficamos conhecendo várias curiosidades, lendas urbanas. Toda capacitação é importante, pois recebemos mais informações e temos como passar mais detalhes para o turista. Muitos chegam aqui e não sabem o que fazer, pedem indicações. Então todo conhecimento sobre a cidade é importante”, explica.

A programação de todo o curso contou com visitas guiadas ao Museu Imperial, além de visita técnica aos bastidores do atrativo, onde os participantes conheceram o precioso acervo arquivístico, bibliográfico e museológico que não está exposto no circuito de exposição permanente, além do trabalho educativo desenvolvido pela instituição.

No último dia, eles também participaram de visita ao Centro de Experiência Cervejeira dentro da Cervejaria Bohemia e conheceram um pouco sobre a história do atrativo. Lá, eles receberam palestras e conheceram um pouco mais sobre os circuitos oferecidos na cidade.

 

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação