tn_Atividades físicas, artísticas e muito amor marcam a Festa da Família no CREI

Programação especial é voltada para alunos e seus responsáveis

Corações de papel com mensagens de carinho, bolas e fitas coloridas deixaram os corredores e espaços do CREI – Centro de Referência em Educação Inclusiva João Pedro de Souza Rosa – ainda mais acolhedor nessa semana. A decoração especial não foi colocada à toa: alunos, professores e responsáveis participaram, nessa semana, da Festa da Família do CREI. Juntos, todos participaram de atividades ecléticas com o objetivo de promover a integração entre as famílias e os professores e mostrar um pouco do carinho com que são recebidos os alunos que participam dos cursos e oficinas do CREI.

 

tn_Atividades físicas, artísticas e muito amor marcam a Festa da Família no CREI 1

Atualmente, 260 alunos estão sendo atendidos no CREI por meio do Atendimento Educacional Especializado – AEE e das atividades complementares dirigidas. “No CREI os alunos enquadrados na modalidade de educação especial têm a oportunidade de participar de oficinas específicas, que os auxiliam de acordo com as suas necessidades. A Festa da Família no CREI proporciona momentos de integração entre os alunos e as famílias. Durante as atividades, os responsáveis puderam conhecer os espaços do Centro de Referência e fazer as atividades junto com os filhos”, disse a secretária de Educação Interina, Samea Ázara.

Durante a oficina de teatro os pais participaram de jogos na quadra. Além da interação entre os participantes, as atividades trabalharam o equilíbrio e a coordenação motora.

“Este momento é fundamental para ampliar as relações afetivas entre as famílias e o CREI, além de possibilitar momentos de acolhimento e interação com todos que frequentam o espaço. Agradeço o empenho de todos os professores do CREI que tornaram esse momento possível e ajuda dispensada a mim e à orientadora Renata Guedon. O sucesso desse trabalho é resultado dos esforços de cada um”, disse a diretora do CREI, Claudia Mussel.

Ainda durante a programação, as famílias puderam participar de uma oficina de arte com a pintura de mandalas e de lanche coletivo. “Fiz questão de participar das atividades porque eu considero o CREI o porto seguro da minha família. Foi através da dedicação dos profissionais que atuam nesse espaço que meus filhos aprenderam a ler, superam limites e aprenderam que eles podem fazer tudo porque eles têm capacidade. A segurança e o acolhimento desse lugar mudaram a vida dos meus filhos”, disse Patrícia Bernardino, mãe do Kauãn, de 12 anos e de João Gabriel, de 9 anos – diagnosticados com autismo.

Os filhos de Patrícia frequentam o CREI há três anos e já participaram de oficinas diferenciadas, como a de matemática financeira. Atualmente, eles estão matriculados na aula de arte. “Perderam a timidez e consegui perceber a diferença no relacionamento deles com as outras pessoas. Considero o CREI uma grande família e, nessa semana, posso dizer que me senti especial. Fui acolhida e fiz atividades junto com os filhos e percebi o quanto eles ficaram feliz em me ver aqui”, completou Patrícia.

 

CREI: atendimento especializado

Além de artes e teatro, no CREI, os alunos têm aulas de culinária, informática, ensino lúdico na perspectiva do desenvolvimento integral da criança, braile, técnica de baixa visão, orientação e mobilidade e estimulação tátil. Além das oficinas de psicomotricidade, música, capoeira, oficina da palavra e da sala de recursos multifuncionais.

Vale salientar que, o encaminhamento de alunos para o Centro de Referência deve ser feito por meio de ofício da escola onde ele está matriculado para o Departamento de Educação Especial, com justificativa para solicitação.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis