tn_Ciop treinamento dos monitorantes acontece nesta semana (6)

Esta é a penúltima etapa antes do início do monitoramento efetivo

Até o momento, 20 câmeras já foram instaladas em toda cidade

 

Com 20 câmeras do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop) instaladas até a última sexta-feira (04.05), o monitoramento da cidade está cada vez próximo de começar efetivamente. De segunda a quarta-feira (07 a 09.05), será realizada a penúltima etapa da implantação do sistema, o treinamento dos agentes que vão acompanhar as imagens. Esse treinamento vai ocorrer com as imagens que já estão sendo geradas para o Centro de Cultura Raul de Leoni.

tn_Ciop treinamento dos monitorantes acontece nesta semana (6)

 

“Nós estamos falando de tecnologia avançada que estará a serviço da segurança da população e que vai, naturalmente, beneficiar outros órgãos que estarão integrados ao sistema, como a CPTrans, a Defesa Civil, os Bombeiros. É um passo muito importante para a cidade”, afirma o prefeito Bernardo Rossi, que vem acompanhando desde o início todo o trabalho de implantação do Centro Integrado de Operações de Petrópolis.

Um total de 35 agentes da Guarda Civil, PM, Polícia Civil, CPTrans e Defesa Civil vão participar do treinamento. O objetivo é que os monitorantes entendam de que forma podem operar o sistema.

“Para o sistema de monitoramento, é repassado aos monitorantes as informações para movimentação das câmeras, aproximação do foco, rondas automáticas e busca de imagens gravadas. Para o sistema de leitura de placas, é passado o procedimento para cadastro de placas de veículos suspeitos, buscas de placas no sistema através de relatórios e acompanhamento de alertas. O treinamento é feito diretamente na central de monitoramento, onde passamos as informações teóricas e a equipe já coloca em prática”, explica o engenheiro da Emive (empresa responsável pela montagem do Ciop), Rodrigo Gonçalves Silva.

As câmeras instaladas na cidade filmam em 360º com alta definição. É possível captar imagens com nitidez até um quilômetro de distância. Elas já estão em locais como a esquina da Rua do Imperador com a Nelson de Sá Earp, Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia), em frente à Catedral São Pedro de Alcântara, Praça da Liberdade, Palácio de Cristal, 13 de Maio, na esquina da Montecaseros com a Roberto Silveira, em frente ao Gheren, na entrada da Mosela, na Av. Ipiranga, no Bingen – entre o Hospital Santa Teresa e a Estácio de Sá –, Rua Teresa (quatro pontos), esquina da Paulo Barbosa com a Caldas Viana, Praça da Inconfidência, esquina da Rua do Imperador com Paulo Barbosa, em frente ao Obelisco e em frente à 105ª DP, no Retiro.

Também serão instaladas outras na Praça de Nogueira, Praça de Corrêas, Duas Pontes, Valparaíso, Parque Municipal de Itaipava, Pedro do Rio, Quissamã, Itamarati, Cascatinha e Araras.

Além delas, a cidade ainda terá outros 10 equipamentos para leituras de placas. Elas ficarão em cinco entradas de Petrópolis: pórticos do Bingen e Quitandinha, Alto da Serra, trevo de Bonsucesso e Posse. O objetivo é monitorar a movimentação de veículos e identificar caso um veículo roubado ou com placa adulterada entre ou saia do município.

O sistema também possui reconhecimento facial, o que vai permitir identificar caso um foragido passe por um dos pontos monitorados.

Outra funcionalidade do sistema é permitir que a pesquisa por imagens aconteça de forma mais rápida e precisa. Para auxiliar em investigações criminais, é possível buscar por cenas a partir de filtros de pesquisas de acordo com cores, direção, velocidade, ociosidade ou tamanho do objeto. Por exemplo, se a pista de um suspeito é que uma pessoa passou pela área monitorada de camisa branca, é possível pedir que sistema mostre todas as imagens em que aparecem pessoas com essa descrição.

Tudo será acompanhado na sala da central de monitoramento, um espaço de 90 metros quadrados no Centro de Cultura Raul de Leoni que conta com seis ilhas de monitoramento e já recebe as imagens, ainda em fase de testes.

Depois destes 46 pontos, outros 40 também vão ganhar câmeras, fruto de uma emenda parlamentar recuperada pelo prefeito Bernardo Rossi ainda no início do ano passado. A cidade ainda tem outra central que foi criada especialmente para a região de Itaipava, com 20 câmeras instaladas no Parque Municipal e entorno e que já estão em funcionamento.

 

Coordenadoria de Comunicação Social
Prefeitura de Petrópolis