tn_Programa Encadeamento Produtivo está capacitando empresasDuas empresas de Petrópolis, participantes do programa, já começaram a exportar

O Sebrae/RJ deu início, dia 26/4, às atividades do Programa Encadeamento Produtivo – Acesso a Mercados Internacionais, lançado no ano passado e direcionado para micros e pequenas empresas. “Nesta segunda etapa, o primeiro tema abordado foi Contratos Internacionais”. A iniciativa vem capacitando, desde agosto do ano passado, oito empresas na área de comércio internacional e planejamento estratégico voltado para Supply Chain (cadeia de suprimentos).

E os resultados do programa já começaram a aparecer para as empresas. Uma das participantes do programa é a Graça’s Torradas. O empreendimento petropolitano irá iniciar, ainda no mês de abril, a exportação de seus produtos para o Uruguai e pretende, até o final do ano, estar presente, também, nos Estados Unidos e no Chile. “A possibilidade de levar o nosso produto para outros mercados é algo que estava nosso radar há algum tempo, mas o programa nos proporcionou tornar esta ideia uma realidade. As aulas proporcionam um aprendizado muito relevante, pois, além da experiência dos professores, que conseguem passar essa vivência com grande propriedade, ainda temos a possibilidade de trocar informações com outras empresas que já passaram por desafios semelhantes”, contou Anderson Lorete, sócio da Graça’s Torradas.

Outra empresa participante que também teve seu horizonte expandido pela participação no programa foi a Mecânica Industrial Silfer. Segundo Fabiana de Andrade Ferreira, gerente administrativa da empresa, a participação tem sido uma oportunidade de reformular o negócio, aprender e se adaptar a uma nova realidade de mercado. “Antes de participar do Encadeamento Produtivo não vislumbrávamos a possibilidade de atuar no comércio internacional. Isso mudou graças às informações de qualidade e aos profissionais extremamente competentes que tivemos acesso por meio do programa. Hoje já importamos alguns materiais específicos e, ao que tudo indica, iniciaremos o processo de exportação nos próximos meses”, conta ela.

O diretor de Supply Chain da GE Celma, Ricardo Keiper, destacou a participação da Silfer, que se tornou um dos fornecedores certificados da empresa e que agora se prepara para exportar. “São projetos se tornando realidade e verdadeiramente fazendo a diferença”, afirmou.

Desde o início do programa, já foram realizados cinco módulos, totalizando 80 horas de instrutoria em sala de aula e 135 horas de consultoria para as empresas. Os próximos encontros já estão agendados e terão como temas: “Oficina de Formação de Preço”, “Câmbio e Financiamentos”, “Exportação e Importação de Serviços” e “Rotinas e Gestão das Operações de Exportação e Importação”. O programa será encerrado em agosto deste ano.

O programa -  O Programa de Encadeamento Produtivo, realizado em Petrópolis, é fruto de uma parceria iniciada em 2016 entre o Sebrae/RJ e GE Celma, empresa âncora do projeto, que vem desempenhando o papel de cooperar no desenvolvimento das demais participantes. O modelo adotado pelo Sebrae/RJ no Programa é teórico, prático e interativo, com aulas em grupo e consultorias individuais nas empresas. “Este programa contribui para abrir as portas do comércio internacional para as micro e pequenas empresas da região, ajudando a aprimorar o conhecimento  e mostrando a importância do planejamento estratégico na cadeia de suprimentos e nas operações”, explicou a coordenadora do Sebrae/RJ na região Serrana 2, Cláudia Pacheco.

Teto e foto: Divulgação