Operação no Rio com 3.900 homens tem tiroteio, via fechada e presos

Complexo é considerado um dos principais esconderijos de quadrilhas de roubo de carga na Região Metropolitana do Rio

Operação realizada nesta terça-feira (27) pelas Forças Armadas, em parceria com a Polícia Militar, em comunidades do Lins de Vasconcelos, na Zona Norte do Rio, registrou tiroteios, teve via fechada e nove pessoas presas até as 10h da manhã.

Os policiais civis cumprem mandados de prisão e os policiais militares fazem bloqueios para evitar a fuga de criminosos. Participam da ação 3.900 homens, sendo 3.400 militares, 150 policiais civis e 350 policiais civis, com o apoio de blindados, aeronaves e equipamentos de engenharia.

Como conta o G1, polícias da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) entraram na comunidade na madrugada desta terça. Houve confronto com criminosos e troca de tiros. O Exército cercou a comunidade por volta das 6h da manhã. Desde então, não foram registrados mais tiroteios.

Ainda de acordo com a publicação, a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá foi fechada nos dois sentidos.

O complexo de favelas é considerado um dos principais esconderijos de quadrilhas de roubo de carga na Região Metropolitana do Rio, mesmo tendo uma Unidade de Polícia Pacificadora instalada no local desde dezembro de 2013.