tn_Expo 2017 (7)Evento é todo produzido e executado pela iniciativa privada, sem aplicação de dinheiro público

 

            A prefeitura está publicando, nesta quarta-feira (14.03), o edital de licitação para a 29ª Expo Agropecuária, que acontece entre os dias 1° e 6 maio, no Parque Municipal de Itaipava. O objetivo é a contratação de uma empresa especializada para planejamento, produção, promoção e realização da festa, ou seja, o evento será produzido e executado pela iniciativa privada, sem que a Prefeitura aplique dinheiro público no evento.

 

tn_Expo 2017 (2)

O edital prevê que todas as despesas relativas à realização da Expo, como os espaços de comercialização e áreas do produtor rural, de exposição de animais, de shows, de circulação de pessoas, além de taxas, cachês, hospedagens, transporte e alimentação dos artistas que irão se apresentar, bilheteria, equipe de segurança, publicidade, estrutura, entre outros, serão de responsabilidade da empresa contratada.

“Isso inclui todos os shows, todos os cachês de artistas. A prefeitura não desembolsa nenhuma verba para realizar a Expo Agropecuária. É uma festa que “se paga” por si mesma, com os organizadores e executores remunerados pelas bilheterias que alcançarem”, explica o secretário de Turismo, Marcelo Valente.

O valor mínimo que a empresa vencedora deverá pagar à prefeitura é de R$ 62 mil, ou seja, a empresa que oferecer o maior valor pelo trabalho de organização e execução do evento vence a concorrência.  O pregão presencial acontece no dia 28 de março, às 10h, no Centro Administrativo da prefeitura.

“Essa é uma festa tradicional, que já está fortalecida dentro do nosso calendário de eventos e ajuda a fomentar o turismo. Não só na área de entretenimento, mas, principalmente, como importante evento na área de agronegócios. Para uma festa deste porte, a Turispetro contrata uma empresa especializada, o que, inclusive, traz economias aos cofres públicos, mas vale ressaltar que a secretaria define os parâmetros para a realização do evento, além da fiscalização da execução do contrato”, completa Marcelo Valente.

Tradicional em Petrópolis, a Expo de 2017 movimentou R$ 3 milhões em oito dias de festa e recebeu um público de 180 mil pessoas. Além de grandes shows, gastronomia e um parque de diversões, o evento conta com uma área de agronegócios que atrai empresários da indústria e do comércio rurais, com a presença de importantes marcas do setor agroquímico, além de criadores de animais. Sediando ainda uma competição de eqüinos.

No ano passado, para resgatar a tradição agropecuária do município e do evento, valorizando o trabalho rural, o público pôde contar com a Feira do Produtor Rural, mini fazenda e exposição e leilão de cavalos de raça.

 

 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação